Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Índice do aluguel cai em novembro e taxa acumulada é de 7,12% - Jornal Brasil em Folhas
Índice do aluguel cai em novembro e taxa acumulada é de 7,12%


O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) apresentou um recuo de 0,03%, em novembro ante uma alta de 0,16%, em outubro. A variação também foi menor que a registrada em novembro do ano passado (1,52%). Com o resultado, no acumulado do ano, a taxa alcançou 6,60% e, em 12 meses, 7,12%, que é o percentual utilizado na renovação em contratos de aluguel.

Calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), o IGP-M indica a média de preços de bens do atacado, varejo e da construção civil no período entre os últimos dias 21 de outubro e 20 de novembro. Apesar de ter recuado, o índice de novembro reflete mais o comportamento de preços em um dos três componentes, o Índice de Preços ao Produtor Amplo, com queda de 0,16% ante uma alta de 0,15%.

Preços caem

Neste componente, o destaque foi o grupo dos alimentos processados. Eles ficaram 0,08% mais baratos depois de um aumento de 1,58% na apuração anterior. As matérias-primas brutas, que incluem as variações das commodities (produtos com cotação internacional), aceleraram com alta de 0,90% ante 0,36%. As elevações mais significativas foram do minério de ferro (de 2,16% para 9,04%); do café em grão (de 2,28% para 8,30%) e da cana-de-açúcar (de 1,48% para 2,80%). Em sentido oposto, estão o leite in natura (de -5,52% para -8,78%), o milho em grão (de -1,80% para -3,92%) e os bovinos (de 2,20% para 0,16%)

Em relação ao Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ocorreu variação de 0,26%, taxa superior ao valor de outubro (0,17%) com acréscimos registrados em cinco dos oito grupos pesquisados e destaque para educação, leitura e recreação (de -0,24% para 0,32%).

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) manteve-se estável em 0,17%. No período, o índice sobre materiais, equipamentos e serviços teve queda de 0,05%, enquanto a mão de obra subiu de 0,30% para 0,36%.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212