Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Justiça determina que secretário assuma prefeitura de Ribeirão Preto - Jornal Brasil em Folhas
Justiça determina que secretário assuma prefeitura de Ribeirão Preto


O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti, decidiu na noite de hoje (7) que secretário de Governo, Marcus Berzoti, assuma a prefeitura até a posse do novo prefeito, Duarte Nogueira, em janeiro do ano que vem. A atual prefeita Darcy Vera, está presa desde sexta-feira (2) sob a acusação de corrupção passiva, peculato e associação criminosa e os sucessores legais para o cargo da prefeitura também estão impedidos de assumir o posto.

Com a saída de Vera, o cargo seria assumido pelo vice-prefeito, Marinho Sampaio, até a posse do novo prefeito, mas ontem (6), Sampaio anunciou que estava renunciando ao cargo. Na ausência dele, a autoridade que, juridicamente, poderia ser nomeada era o presidente da Câmara Municipal, Walter Gomes. Gomes também se retirou do cargo por estar envolvido no mesmo esquema de desvio de recursos da prefeitura. No seu lugar, está a vereadora Gláucia Berenice, na condição de interina.

A prefeita Darcy Vera estava até ontem na sede da Polícia Federal em São Paulo de onde foi transferida para o presídio feminino estadual . Ela foi detida, no dia 2, na Operação Mamãe Noel, desencadeada em conjunto pela Polícia Federal (PF) e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual (MPE ).

A Agência Brasil entrou em contato a advogada da prefeita, Claudia Seixas, mas até o fechamento desta edição ainda não tinha conseguido falar com ela.

Além da prefeita, foram detidos dois ex-advogados do Sindicato dos Servidores Municipais, Sandro Rovani da Silveira Neto e Maria Zuely Alves Librandi. Segundo o MP, a denúncia diz respeito ao pagamento ilegal de honorários, com base em documentação falsa, a uma advogada que ocupa cargo de confiança na administração municipal.

O MP também obteve dados do período entre 2010 e 2015 que mostram serem incompatíveis os valores da movimentação bancária da prefeita com os seus rendimentos.

A Operação Mamãe Noel faz parte da segunda fase da Operação Sevandija, que apura fraudes e desvios de dinheiro em contratos de licitações de R$ 203 milhões na prefeitura de Ribeirão Preto.

 

Últimas Notícias

Bolsonaro elogia Mandetta e Wagner Rosário, ministros anunciados hoje
Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212