Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Homicídios em Goiânia têm queda de 48% em novembro - Jornal Brasil em Folhas
Homicídios em Goiânia têm queda de 48% em novembro


Em novembro, os homicídios apresentaram forte queda em Goiânia. De acordo com dados divulgados pela Gerência do Observatório de Segurança Pública da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), essa modalidade criminal despencou 48,72%, quando se compara com os números registrados no mesmo período de 2015. Também apresentaram recuo nos índices da capital os seguintes crimes: tentativas de homicídios (-24%), latrocínios (-66,67%), e roubos a transeuntes (-8,84%).

Os roubos de veículos cederam -39,37% e os roubos em comércios -8,51%. Os furtos também apresentaram significativas retrações. Os furtos de veículos caíram 43,73%, em comércios 11,64%, furtos em residências 0,45%, e a transeuntes 6,8%. Entre os doze crimes pesquisados, considerados de alta prioridade, apenas os estupros e roubos em residências apresentaram oscilação positiva de 25% e 14,63%, respectivamente. Os furtos em residências variaram 0,63%.

Os dados apurados revelam que os números também foram bastante positivos para Goiás. No Estado, os homicídios apresentaram queda de 22,27%, as tentativas de homicídios caíram 27,21%, ao passo que os latrocínios recuaram 54,55%. Houve declínio, ainda, nos roubos a transeuntes (-4,73%), de veículos (-28,46%), em comércios (-17%) e a residências (-7,05%). Na categoria furtos, os números de veículos furtados caíram (-28,32%). Os índices dos estupros praticados no estado não sofreram variação. Furto em residência foi a única natureza de ocorrência reativa que apresentou alta no período, de 11,11%. Em Aparecida de Goiânia, Anápolis e Entorno do Distrito Federal a maioria dos crimes pesquisados também teve queda.

O secretário de Segurança e vice-governador José Eliton demonstra otimismo ao analisar a redução nos índices de criminalidade em ocorrências reativas. “O trabalho intenso e continuado das nossas forças policiais, que se apoiam na qualidade dos serviços de inteligência e no uso dos recursos tecnológicos, tem transformado a Segurança Pública de Goiás em caso de sucesso. São resultados extremamente satisfatórios que animam a todos nós em continuar adotando medidas estratégicas, enérgicas e bem planejadas, voltadas para a segurança dos cidadãos de bem”. Ele destaca que a maioria das modalidades criminais está cedendo no Estado, principalmente, nos locais identificados como ‘manchas criminais’, onde se concentram os registros das maiores taxas de violência.

Aparecida de Goiânia: queda livre nos índices de violência
Pelo segundo mês consecutivo, Aparecida de Goiânia consegue baixar os percentuais das ocorrências reativas em onze das doze modalidades apresentadas. Em novembro, os homicídios diminuíram 51,61% na cidade, ante o mesmo período de 2015. Nas tentativas de homicídios a queda chegou a 88,89%, enquanto os latrocínios foram eliminados na cidade no mês passado.
As estatísticas apresentadas apontam, ainda, que houve queda em todas as naturezas de roubos e de furtos na cidade.

Os roubos a transeuntes tiveram redução de 14,45% e os roubos de veículos diminuíram 27,47%. Os roubos em comércios e em residências caíram, respectivamente, em 50,56% e 20%. Os furtos de veículos registraram queda de 43,16%, furtos em comércios foram reduzidos em 25%. Os furtos praticados em residências sofreram redução de 23,81%, e os furtos a transeuntes apresentaram forte retração de (-51,43%). Apenas os casos de estupros que saltaram de três casos, no ano passado, para cinco ocorridos no mês deste ano, tiveram variação positiva. A SSPAP destaca, porém, que os estupros vêm apresentando quedas seguidas desde junho último.

Anápolis: redução de 46% nos roubos e furtos de veículos
O declínio em oito das 12 modalidades de ocorrências reativas demonstra que a cidade de Anápolis, localizada no centro goiano, entre a capital goiana e a capital federal, também está conseguindo baixar os índices de violência nos crimes com maior impacto nos meios sociais. O município apresentou recuo nas tentativas de homicídio 33,33%. A queda nos roubos a transeuntes chegou a 33,81%. Nos roubos de veículos a redução foi ainda maior, de 46,67%.
furto residencia
Houve queda, ainda, nos roubos em comércios (-50,70%) e roubos em residências (-60%). Os furtos de veículos apresentaram redução de (-45,56%), furtos em comércios (-18,37%) e furtos a transeuntes (-26,32%). Observou-se aumento de 25% nos homicídios, de 59,55% nos furtos em residências e de 50% nos estupros. Nenhum latrocínio foi registrado no período.

Entorno do DF: declínio em nove das 12 modalidades
A região do Entorno do Distrito Federal, que aparece sempre como um local de grande concentração de crimes mais impactantes, conseguiu, em novembro, reduções importantes nos índices inerentes a essas naturezas de violência. De acordo com os números oficiais divulgados pela SSPAP, houve queda de 6,67% nos homicídios, de 14,29% nos estupros e de 6,98% nas tentativas de homicídios.

Os roubos de veículos apresentaram uma pequena, porém importante queda, de 2,16%, uma vez que os dados mostram que esse crime estava em rota de crescimento na região. Roubos em comércios (-4,55%), roubos em residências (-21,33%), além dos furtos de veículos (-33,13%), furtos em comércios (-12,98%), e furtos a transeuntes (-37,5%), completam a relação dos crimes que totalizaram redução em novembro, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram registrados dois casos de latrocínio no mês, contra nenhum no ano passado. Os roubos a transeuntes, 9,57%, e os furtos em residências, 19,8%, são os únicos que não cederam, segundo as estatísticas do Observatório de Segurança Pública.

José Eliton: “Indicadores devem melhorar ainda mais”
José Eliton acredita que a médio e longo prazo, o estado vai obter resultados ainda melhores. Para ele, com ações efetivas de combate à criminalidade e o suporte do programa como o SSP com você e Pacto Social Pela Vida, coordenados pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária, e que une órgãos públicos das esferas federal, estadual e municipal, “Goiás há de melhorar ainda mais os indicadores da violência”.

Sobre o programa Pacto Social Pela Vida, ele esclarece: “Este é um programa que age em cinco grandes eixos de atuação: prevenção social; segurança cidadã, intervenção urbana e ambiental; inteligência e estratégia; e repressão qualificada”, informa. “É um passo à frente nas questões de segurança. Queremos envolver também a sociedade na construção de propostas que vão combater as causas da criminalidade”, discorre.

 

Últimas Notícias

Atos em Brasília marcam os 50 anos da Receita Federal
Temer pede que brasileiros reflitam sobre questão racial
Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
Dia da Consciência Negra é comemorado no Rio com homenagem a Zumbi
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados

MAIS NOTICIAS

 

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
 
 
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
 
 
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
 
 
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
 
 
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
 
 
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212