Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Governo do Rio fecha acordo na Justiça para manutenção do Bilhete Único - Jornal Brasil em Folhas
Governo do Rio fecha acordo na Justiça para manutenção do Bilhete Único


A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro fechou um acordo para a continuidade da prestação do serviço do Bilhete Único Intermunicipal pelas empresas de transporte. O acordo deverá ser homologado nas próximas 24 horas.

Pelo acordo, o governo do estado do Rio de Janeiro se compromete a pagar R$ 10 milhões para as empresas até 31 de dezembro de 2016 e, até o dia 15 de janeiro de 2017, o governo deverá quitar toda a dívida de 2016 com as concessionárias.

O acordo prevê ainda que as concessionárias terão direito, no prazo de 15 dias, de cobrar dos usuários dos transportes a tarifa cheia, sem o benefício do Bilhete Único, caso o governo do estado não pague as parcelas combinadas.

De acordo com o procurador-geral do Estado, Leonardo Espíndola, o desembargador Alexandre Câmara exerceu um papel fundamental na mediação e na conciliação dos conflitos envolvidos, permitindo a manutenção do Bilhete Único, que é um programa que contribuiu de forma decisiva na melhoria de vida de milhões de moradores da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Segundo o secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira, a manutenção da operação do Bilhete Único, mesmo no momento mais grave da crise financeira, é a garantia do direito de ir e vir da população utilizando esse benefício.

Suspensão do benefício

A CCR Barcas, a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (que representa as empresas de ônibus), o MetrôRio e a SuperVia anunciaram a suspensão do benefício no dia 2 de dezembro quando o governo do Rio não cumpriu a promessa de quitar uma dívida de R$ 10 milhões com as concessionárias de transporte por falta de repasses dos subsídios do programa. As concessionárias suspenderiam o programa que beneficia 5,3 milhões de usuários a partir do dia 5 de dezembro.

No dia 4, a juíza Andréia Florêncio Berto, do Plantão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro determinou que as concessionárias continuassem continuem aceitando o Bilhete Único, sob pena de multa de R$ 500 mil por dia de descumprimento da decisão judicial. A ação cautelar foi movida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

 

Últimas Notícias

Bolsonaro terá uma série de reuniões na próxima semana em Brasília
Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212