Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mais de 30 deputados do partido governante vão renunciar na Coreia do Sul - Jornal Brasil em Folhas
Mais de 30 deputados do partido governante vão renunciar na Coreia do Sul


Um grupo de 31 deputados do partido governante da Coreia do Sul, críticos com a presidente Park Geun-hye, anunciou nesta quarta-feira que renunciará antes de fim de ano por causa do grave escândalo da Rasputina causou o afastamento temporário da governante.

Os deputados do Saenuri (que conta com um total de 128 cadeiras no parlamento) disseram que realizarão um novo caminho para conseguir uma verdadeira plataforma política conservadora, segundo declarações divulgadas pela agência Yonhap.

Isto poderia abrir as portas para a divisão oficial do maior partido político da Coreia do Sul, na espera para a chegada das próximas eleições presidenciais, programadas para dezembro de 2017 mas que provavelmente serão antecipadas, especialmente se for confirmado o processo de destituição de Park Geun-hye.

Para que isto aconteça, é necessário o voto de seis dos nove juízes do Tribunal Constitucional, algo para ser decidido nos próximos seis meses.

Além disso, a notícia de hoje representa um novo revés para o partido de Park, cuja cúpula já anunciou sua renúncia em massa na semana passada, depois que o parlamento votou a favor do procedimento para destituir a presidente e a retirou de suas funções temporariamente.

Os deputados, que anunciaram hoje sua decisão após uma reunião, pertencem a um grupo crítico com a presidente do dividido partido Saenuri.

O processo de destituição da chefe de Estado acontece depois que esta ela foi apontada pelos promotores como cúmplice no caso de corrupção liderado por Choi Soon-sil, conhecida como a Rasputina sul-coreana.

Choi, amiga íntima de Park e atualmente presa, é acusada de ter intervindo em assuntos de Estado, apesar de não ostentar cargo público e de ter extorquido empresas para obter numerosas somas de dinheiro que se teria apropriado parcialmente, entre outras acusações.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212