Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Usina Angra 2 volta a operar depois de receber combustível - Jornal Brasil em Folhas
Usina Angra 2 volta a operar depois de receber combustível


A Usina Angra 2 voltou a operar nesta segunda-feira (19), depois de ficar parada desde o dia 14 de novembro para reabastecimento de combustível. Durante o período, também foram feitas inspeção e manutenção periódicas, além de diversas modificações no projeto. A usina, situada em Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro, já está reconectada ao Sistema Interligado Nacional e, de acordo com a Eletronuclear, até às 15h, já tinha atingido 80% da potência.

De acordo com o superintendente de Angra 2, Anselmo Carvalho, a parada foi muito produtiva, tendo em vista o número significativo de atividades de grande porte realizadas.

Foi um desafio, mas deu tudo certo. Conseguimos ampliar a interação entre as áreas envolvidas, inclusive com as equipes estrangeiras. Também aprimoramos a execução de nossos processos, disse.

Rotor é trocado

Carvalho explicou que o único percalço foi que a troca do rotor do gerador elétrico principal - a tarefa mais importante da parada - foi mais difícil do que se esperava. A montagem do eixo do rotor demorou além do previsto, o que provocou um pequeno atraso no retorno da usina à operação. Mas finalizamos o procedimento com sucesso.Isso é o que vale, afirmou.

Durante a parada, cerca de um terço do combustível nuclear foi recarregado. Foram realizadas também mais de 4 mil tarefas , além de 1,2 mil testes com a usina desligada. Para o serviço, foram mobilizados 1,3 mil profissionais, sendo 200 estrangeiros, para trabalhar com os profissionais da Eletronuclear.

A Eletronuclear é responsável por operar e construir as usinas termonucleares do país. Conta com duas unidades em operação na Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, em Angra dos Reis, com potência total de 1990MV. Hoje, a geração nuclear corresponde a 3% da eletricidade produzida no país e o equivalente a um terço do consumo do Estado do Rio de Janeiro.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212