Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


24 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Servidores protestam contra parcelamento de salário no Rio - Jornal Brasil em Folhas
Servidores protestam contra parcelamento de salário no Rio


Um protesto hoje (20) em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), centro da capital fluminense, reuniu funcionários públicos estaduais para protestar contra a decisão do governo do estado de pagar em parcelas o salário de novembro, sem 13º, para a maioria dos servidores ativos e pensionistas. Os trabalhadores da Educação e da Segurança tiveram o salário de novembro quitado em parcela única neste mês.

A temperatura de cerca de 40º não intimidou os manifestantes que ocuparam a Rua 1º de Março na altura do Palácio Tiradentes pela manhã e parte da tarde com faixas e cartazes contra o pacote de medidas. A manifestação foi organizada pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Muspe).

O professor de geografia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Paulo Alentejano, participa de manifestações por melhores salários e condições de trabalho da instituição desde o primeiro semestre, quando a universidade entrou em greve. “Agora estamos aqui não apenas pelos problemas vividos cotidianamente na universidade, como também pelos funcionalismo todo e pela população como um todo. Estamos falando de um pacote que ataca direitos, como de fechamento de restaurante popular, fim do aluguel social, desmonte do atendimento à população na saúde, educação, produzido pelo governo do estado”, disse.

O presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB), declarou ontem que os projetos do pacote de austeridade serão analisados somente no ano que vem e a Alerj devolveu parte do pacote ao governo. Apenas sete dos 22 projetos foram aprovados pela Alerj até o momento, após uma onda de protestos nas últimas semanas, alguns violentos.

O agente administrativo do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) Júlio César Peçanha recebeu o salário de novembro, mas foi à manifestação pelas demais categorias e pelos servidores inativos. “Nós tivemos nosso vencimento pago, porém nossos aposentados não receberam e os ativos de outras categorias também não e terão o salário parcelado”, disse.

Júlio César disse que além do problema salarial, a instituição passa por problemas de superlotação das unidades. “Nosso sistema deveria comportar hoje mil adolescentes e estamos com mais de 2 mil adolescentes internados”, disse. “É ruim para nós e para o adolescente que fica exposto a situações degradantes, o que é crime que está sendo cometido pelo Estado”. Até o fechamento da matéria, o Degase não havia se posicionado sobre as afirmações do servidor.

Para a papiloscopista da Polícia Civil Alessandra Koren Chaendler, a sociedade precisa se engajar mais na luta por direitos. “A população tem que vir para a rua. Na votação do ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço], os servidores estavam aqui, mas isso atinge a todos que pagam impostos. É importante pensar politicamente, exercer seu papel de cidadãos, conversa com os deputados, pois eles nos representam”.

Alessandra diz que é necessário pressão social por mais transparência nas contas do estado e das isenções fiscais dadas pela administração estadual. Ao final da manifestação, os manifestantes expuseram as fotos de todos os parlamentares da Alerj e citaram um a um, colando adesivo de traidor nas fotos dos que não assinaram um documento de apoio ao servidores, redigido pelo Muspe. No texto, os deputados se comprometem a votar contra a elevação da contribuição previdenciária dos servidores, o adiamento dos reajustes prometidos a várias categorias nos próximos três anos e o congelamento de reajustes aos funcionários do Legislativo e do Judiciário estadual.

 

Últimas Notícias

Varejo perde R$ 19,5 bilhões em 2017 por danos em produtos e furtos
A partir deste sábado, candidatos só podem ser presos em flagrante
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
Aos 95 anos, Gervásio Baptista recebe Medalha do Mérito Jornalístico
PF combate grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Polícia Militar faz operação na Rocinha

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212