Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Funcionários da Embraer aprovam suspensão de contrato de trabalho - Jornal Brasil em Folhas
Funcionários da Embraer aprovam suspensão de contrato de trabalho


Os metalúrgicos da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), em São José dos Campos, aprovaram em duas assembleia hoje (20), pela manhã e à tarde, a proposta de layoff (suspensão do contrato de trabalho) apresentada pela empresa. Serão 1.080 trabalhadores que terão seus contratos suspensos, em sistema de rodízio, ao longo de dois anos.

O layoff abrangerá o setor de produção e será feito por grupos. Por esse sistema, o contrato de trabalho é suspenso temporariamente, mas o empregado continua a receber o salário.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, serão 600 trabalhadores divididos em 12 turmas de 50, da área de aviação comercial; da área de montagem da aviação executiva, serão 480 funcionários divididos em oito turmas de 60. Cada grupo permanecerá em casa por até cinco meses.

Estabilidade

O sindicato informou ainda os funcionários que estiverem em layoff receberão uma bolsa, paga pelo governo federal, de R$ 1.573, e terão estabilidade no emprego pelo período em que permanecerem com o contrato suspenso, mais três meses após o retorno à fábrica. A previsão é que o programa comece a ser aplicado a partir de janeiro.

Segundo o sindicato, a diferença entre essa bolsa e o salário do metalúrgico ficará sob responsabilidade da Embraer, garantindo o rendimento integral aos funcionários. Todos também terão direito ao 13º salário, participação em lucros e resultados e o reajuste salarial previsto na Convenção Coletiva.

“No último ano, a Embraer envolveu-se em corrupção e tentou jogar a conta nas costas dos trabalhadores, com demissões e achatamento de salários. O layoff é mais uma forma adotada pela empresa para economizar. Mas o sindicato vai exigir que o governo federal adote uma postura mais firme contra essa política da Embraer e garanta estabilidade de emprego para todos”, disse o vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Herbert Claros da Silva.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212