Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Investimentos realizados em 2016 nas áreas da Educação, Cultura e Esporte serão mantidos - Jornal Brasil em Folhas
Investimentos realizados em 2016 nas áreas da Educação, Cultura e Esporte serão mantidos


A Secretaria da Educação, Cultura e Esporte (Seduce) vai manter no ano que vem, de todos os investimentos realizados em 2016. A garantia é da secretária Raquel Teixeira, ao apresentar à imprensa goiana o Relatório de Gestão 2016.

“O Fundo de Arte e Cultura está assegurado, a Lei Goyazes assegurada, o Pró-Esporte, o Pró-Atleta, enfim, todos os projetos e programas existentes nas áreas da Educação, da Cultura e do Esporte estão assegurados e com implementos. Na Educação, por exemplo, estamos implantando as escolas em tempo integral e aprimorando nosso sistema de avaliação”, informou a secretária ao apresentar o balanço anual da Secretaria.

A secretária classificou como extremamente positiva a conclusão do seu segundo ano à frente da Seduce. Elogiou a iniciativa visionária do governador Marconi Perillo de reunir as três áreas em uma pasta só, o que proporcionou uma melhor administração dos recursos públicos. “Essa junção permitiu uma economia na área meio e a canalização dos recursos disponíveis para as áreas fim. Isso significou muito para o aluno, o artista e o atleta”, disse ao frisar que esta é a principal meta.

Raquel informou que foram investidos cerca de R$ 500 milhões este ano. “Quando a gente fala em números a gente não tem noção do impacto disso na vida da pessoa. Nós, da Seduce, lidamos com números porque eles são necessários, mas a gente transforma cada número, cada real, em resultados. E é isso que nos importa, saber o que cada ação traz de impacto na vida da pessoa”.

lei-goyazes2Questionada sobre as expectativas para o ano que vem, tendo em vista a crise econômica pela qual o país atravessa, Raquel garantiu que todos os investimentos serão mantidos. “O Fundo de Arte e Cultura está assegurado, a Lei Goyazes assegurada, o Pró-Esporte, o Pró-Atleta, enfim, todos os projetos e programas hoje existentes nas áreas da Educação, da Cultura e do Esporte estão assegurados e com implementos. Na Educação, por exemplo, estamos implantando as escolas em tempo integral e aprimorando nosso sistema de avaliação”.

Educação
A secretária confirma que o modelo de gestão compartilhada com Organizações Sociais na Educação já está em fase de implantação em 23 escolas ligadas à Subsecretaria de Anápolis. Disse que desde o mês de outubro a OS vencedora do chamamento, Gestão Transparência e Resgate Social (GTR), tem realizado um trabalho de aproximação da comunidade escolar. “Acho que esse modelo já é um sucesso. Hoje várias subsecretárias me procuram, porque querem implantar as OSs também nas suas regionais”, comentou.

A rede pública estadual também trabalha na ampliação do número de escolas em tempo integral, um projeto recente do governo federal de reformar o Ensino Médio. Raquel informou que acompanhou em Brasília a assinatura do termo que permite o repasse dos recursos aos estados para implementação dessas escolas e também de cursos técnicos. “Vamos começar o ano que vem com 21 novas escolas em tempo integral. E trazer a formação técnica para dentro do Ensino Médio como uma das trajetórias possíveis de aprendizagem é um avanço que vai garantir um nível de empregabilidade melhor para os jovens e a formação de profissionais mais bem qualificados”, opinou.

Outro avanço lembrado pela professora Raquel diz respeito aos projetos desenvolvidos na área pedagógica. A Avaliação Dirigida Amostral (ADA), que acompanha bimestralmente a aprendizagem dos alunos, e ações deescolatempointegral preparação para o Enem – que alcançaram mais de 44 mil alunos – foram citados. “Inovamos com todos esses mecanismos. Esse ano, pela primeira vez, mais de 80% dos estudantes participaram do Saego, nosso sistema de avaliação”, lembrou.

Sobre a infraestrutura física, que inclui a construção e reforma de escolas e quadras esportivas, a Seduce investiu cerca de R$ 192 milhões. Os recursos para aquisição de novos equipamentos giraram em torno de R$ 22 milhões, com a compra de 26.369 jogos escolares, 1.030 computadores, 200 notebooks, 50 salas modulares, 50 ônibus escolares, entre outros.

Cultura
fica2016raquel

Os tradicionais festivais culturais aconteceram e, como destacou a secretária, com uma qualidade inquestionável. O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2016) e o Canto da Primavera 2016 foram responsáveis por atrair um público de 55 mil pessoas nas cidades de Goiás e Pirenópolis.

“A qualidade se consolida. O mundo todo fala do Fica, o Canto foi um sucesso de público. A nossa certeza é que 2017 será ainda melhor”, celebrou.

Esporte
Ao se lembrar das ações desenvolvidas na área do Esporte, Raquel Teixeira citou o sucesso do 15º Campeonato Mundial Universitário de Futsal, que ocorreu em julho e reuniu atletas de 16 países. Sobre atletas de alto rendimento, são R$ 6,5 milhões destinados ao Pró-Esporte e R$ 3 milhões ao Pró-Atleta, programas de incentivo que abrangem centenas de beneficiados.

A Seduce também abriu caminho para os aspirantes a atletas com projetos inclusivos. A Iniciação Esportiva, traz o esportegovernadorbalanço anual, ofereceu aulas gratuitas em diversas modalidades a cerca de 8 mil alunos, de crianças a idosos. “Já a Rua do Lazer é uma caravana itinerante que leva uma estrutura para prática esportiva a diversos municípios. Foram pelo menos 100 cidades visitadas esse ano. A aquisição de material esportivo para os programas custou cerca de R$ 4,5 milhões”, disse a Secretária.

Para contemplar o interior goiano, também foi anunciado um termo de cooperação com municípios para a construção de 50 campos de futebol society. As obras são avaliadas em R$ 7,5 milhões.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212