Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Polícia Técnico-Científica triplica serviços prestados em 2016 - Jornal Brasil em Folhas
Polícia Técnico-Científica triplica serviços prestados em 2016


A Polícia Técnico-Científica, da Secretaria de Segurança Pública de Goiás, divulga balanço das atividades realizadas de janeiro a novembro deste ano, no Instituto de Medicina Legal Aristoclides Teixeira e do Instituto de Criminalística Leonardo Rodrigues, além dos 14 Núcleos Regionais em todo o Estado. De acordo com a superintendente, Rejane Barcelos (foto), a contratação dos novos 230 policiais técnico-científicos e outros investimentos, possibilitaram dobrar a quantidade de análises em vários laboratórios e triplicar os serviços. “Devemos isso à sensibilidade do governo que fez o chamamento dos concursados e investiu em aquisição de insumos e equipamentos”, afirma.

O incremento de pessoal a partir do segundo semestre deste ano resultou no aumento substancial de trabalho nos diferentes laboratórios do Instituto de Criminalística, no Instituto Médico Legal e também nos núcleos regionais da Polícia Científica. Segundo a superintendente, Rejane Barcelos, a Polícia Técnico-Científica trabalha para fortalecer os inquéritos com provas materiais inseridas no laudo pericial após análise científica. As mudanças realizadas em 2016, com a chegada nos novos policiais técnico-científicos, permitiram atender melhor às demandas em todo o Estado.

“As análises de drogas, realizadas em Goiânia e em Porangatu, já estão sendo feitas dentro do inquérito e em pouco tempo estaremos liberando os laudos de todas as análises dentro do prazo previsto”, destacou. As contratações possibilitaram, ainda, segundo Rejane Barcelos, descentralizar as análises de balística, que eram feitas apenas em Goiânia. “Agora elas são feitas na capital e em Luziânia, cuja equipe foi reforçada este ano”, disse. O IML realizou 9.544 exames de lesão corporal, 6.221 cadavéricos, 2.836 de prática sexual delituosa, além de 32.644 de corpo de delito. As ações desenvolvidas pela pasta bateram recorde em 2016.

Rejane Barcelos informa que, dos novos contratados, 55 são médicos legistas, 29 são auxiliares de autopsia e 121 são peritos criminais. Segundo ressalta, em todas as unidades da Superintendência de Polícia Técnico-Científica, o atendimento é em regime de plantão, diuturnamente. “A Superintendência espera para janeiro a nomeação do restante dos servidores concursados para que possamos fortalecer ainda mais a Polícia Científica e efetivar todas as respostas no inquérito policial, o que permitirá a punibilidade rápida dos criminosos”, acentuou.

Além do fortalecimento das equipes em todos os núcleos existentes, a Polícia Científica ganhou este ano mais uma unidade de Medicina Legal, com a inauguração do IML de Aparecida de Goiânia, pelo governador Marconi Perillo e pelo vice-governador José Eliton, em novembro. Até então, o IML de Goiânia atendia 34 municípios no raio de 100 quilômetros. Com a nova unidade, Goiânia ficou responsável pelo atendimento a 19 municípios e Aparecida ficou com 15 municípios, resultando em maior celeridade nos trabalhos.

Produtividade histórica
Dentre as diversas ações recordes por parte da Superintendência de Polícia Técnico-Científica constam mais de 6 mil veículos periciados; um aumento de 40% em relação ao ano de 2015. Foram feitas 2.839 análises instrumental em amostras e emitidos 2.193 laudos; um aumento de 61% em relação ao ano anterior. O laboratório de Biologia Forense conseguiu analisar 6.223 amostras e emitir 1.487 laudos em 2016; um aumento de mais de 100% em comparação com o ano passado.

No laboratório de Balística Forense, foram realizadas 8.428 caracterizações; um volume 7 vezes maior com a entrada dos novos peritos. Outras 3.302 armas e munições foram confrontadas pelo laboratório; um aumento de mais de 100% se comparado com o ano passado. Ainda no laboratório de Balística Forense, foram realizados 30.962 exames de funcionamento de armas de fogo; numa resposta que foi triplicada no segundo semestre com a chegada dos novos peritos.

Na Seção de Drogas, os peritos criminais emitiram mais de 20.000 laudos de constatação e identificação de drogas, o que significou um aumento de 44% em relação ao ano anterior. No laboratório de Toxicologia Forense, foram analisadas 1.192 amostras e emitidos 766 laudos, num aumento de mais de 100% se comparado com o mesmo período no ano de 2015. Em Merceologia, Autenticidade e Vistoria Forense, os peritos criminais realizaram análises em 2.852 amostras.

Outra atividade que registrou o dobro de produtividade em relação ao ano de 2015 foi a de Perícias Externas. Nessa atividade, a Superintendência de Polícia Técnico-Científica registrou 14.413 laudos expedidos de janeiro a novembro deste ano. O laboratório de DNA Forense conseguiu triplicar a resposta às demandas no segundo semestre com a chegada dos novos peritos. Mais de 6 mil procedimentos laboratoriais foram realizados até novembro.

Na Papiloscopia Forense, o aumento da produtividade foi de 100% em relação ao ano passado. Os peritos analisaram 3.558 objetos e emitiram 701 laudos. No de Documentoscopia Forense, o aumento foi de 43% em relação ao ano anterior, com 2.348 documentos periciados e 667 laudos emitidos este ano.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212