Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Programa de Austeridade vai garantir economia de quase R$ 1 bilhão em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Programa de Austeridade vai garantir economia de quase R$ 1 bilhão em 2017


O Programa de Austeridade pelo Crescimento do Governo do Estado de Goiás vai garantir uma economia de quase R$ 1 bilhão em 2017, precisamente 932,12 milhões. O valor economizado poderá aumentar, caso a opção do funcionário que tem direito à licença prêmio seja por fazer um aprimoramento.

O total compreende a soma do que será economizado em cada um dos 14 itens detalhados nos projetos de lei que compõem o Programa, já aprovados pela Assembleia Legislativa. A Casa ainda vai apreciar a segunda parte do Programa de Austeridade, a PEC que institui um novo regime fiscal do Estado. Com a apreciação da PEC, a economia gerada deverá ser ainda maior.

Os projetos de lei aprovados dizem respeito à redução de gastos com pessoal e custeio; ao aumento da contribuição previdenciária do servidor público estadual do Executivo e demais poderes; à criação do Fundo de Estabilização Fiscal (FEF), com alíquota única e uniforme de 15%, e proibição para os novos programas de Regularização Fiscal por dez anos, a contar de 1º de janeiro de 2017. Essa parte do Programa de Austeridade foi aprovada no dia 21 de dezembro.

Uma das maiores economias será gerada pelo FEF: R$ 656 milhões. Todos os incentivos fiscais concedidos à margem do Confaz estarão sujeitos ao FEF. O Fundo objetiva afiançar ganho de arrecadação ao Estado, que reverterá os recursos para investimentos. No texto do Programa enviado para a Assembleia, o governo estadual pondera que as empresas incentivadas serão beneficiadas com os investimentos em infraestrutura que o governo fará com os recursos economizados.

“Não haverá nenhum impacto sobre produtividade tendo em vista os ganhos que virão com os investimentos que o Estado fará com esses recursos”, argumenta o governo estadual, no texto.

Outra economia significativa diz respeito à redução de 20% de ocupantes dos cargos comissionados. O governo estadual economizará R$ 36 milhões somente neste ano. A mudança nas regras para concessão da licença-prêmio, por sua vez, poderá resultar em mais em economia. No total, somente a economia gerada pela redução de gastos com pessoal será de R$ 276.129.594.

O governador Marconi Perillo tem afirmado em entrevistas à imprensa que os recursos gerados pelo Programa de Austeridade serão utilizados para investimento em infraestrutura e na melhoria dos serviços essenciais à população, como Saúde, Educação e Segurança Pública.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212