Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mais de 300 empresas já aderiram à NFC-e - Jornal Brasil em Folhas
Mais de 300 empresas já aderiram à NFC-e


Só nesses dez primeiros dias de janeiro, 318 novas empresas e postos de combustíveis aderiram à Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e). Desde sua implementação, em junho do ano passado, 4.702 empresas já estão credenciadas no novo sistema. A NFC-e tornou-se obrigatória para novas empresas e postos de combustíveis a partir de 1º de janeiro. Para as demais empresas do regime normal de tributação a obrigatoriedade terá início em julho de 2017. Em janeiro de 2018, a NFC-e será obrigatória para os contribuintes do Simples Nacional.

Foram emitidas, até agora, mais de 16 milhões notas fiscais do consumidor eletrônicas, sendo mais de dois milhões só em 2017. “O número expressivo mostra que os contribuintes estão se antecipando ao calendário de obrigatoriedade por causa das vantagens oferecidas com a adoção da NFC-e, sendo a principal delas, economia de custos na implantação e manutenção do sistema”, avalia o superintendente Adonídio Neto Vieira Júnior.

Credenciamento
Para as empresas que já emitem Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), o credenciamento na Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) é automático. Basta adaptar o programa emissor fiscal. Aquelas que não emitem a NF-e precisam fazer o credenciamento no site da Secretaria da Fazenda (no banner da NF-e) e instalar o emissor. Para as novas empresas, após obtenção de certificado digital, basta fazer o credenciamento na NFC-e, instalar o programa emissor e ter uma impressora não fiscal, que custa 50% a 90% menos que a impressora fiscal e deixará de ser utilizada com a NFC-e.

Além de Goiás, outros 21 estados estão emitindo a Nota do Consumidor Eletrônica, num total de 164 mil estabelecimentos, que já chegaram a dois bilhões de documentos desde 2013, quando começou a ser implantada. Contribuintes goianos podem tirar dúvidas pelos telefones (62) 4000-1230, para quem está em Goiânia e, 0800 94 05 505 para as empresas do interior. Além disso, podem consultar este endereço eletrônico.

Vantagens
Dentre as vantagens para o empresário adotar a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica, os técnicos da Sefaz citam a redução de custos e a desburocratização na implantação e manutenção do sistema. Para se ter uma ideia da economia, uma rede de supermercados terá economia de R$ 60 mil a R$ 100 mil em equipamentos de informática na instalação de nova unidade em Goiânia.

Além disso, o repasse à Sefaz dos dados das vendas será feito de forma automática e instantânea. Segurança nas compras, maior transparência e controle dos documentos são, ainda, outras vantagens para o consumidor, uma vez que a nota fiscal poderá ser consultada on-line a qualquer tempo, utilizando a chave de acesso da nota ou o código.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212