Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Mar de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Autor de atentado no Ano Novo em Istambul é preso na Turquia - Jornal Brasil em Folhas
Autor de atentado no Ano Novo em Istambul é preso na Turquia


A polícia da Turquia prendeu nesta segunda-feira o autor do atentado que provocou a morte de 39 pessoas na boate Reina, em Istambul, na noite do Ano Novo, informou a agência de notícias turca Anadolu.

O atirador, identificado como Abulkadir Masharipov, de origem centro-asiática, foi capturado pelos agentes no bairro Esenyurt da capital, acrescentou o jornal Hürriyet.

Segundo este jornal, Masharipov estava junto com seu filho de quatro anos quando foi detido em uma operação na qual o suspeito foi rendido sem ferimentos graves.

Junto com Masharipov foram detidas outras quatro pessoas, três mulheres e um homem do Quirguistão, acrescentou a Anadolu.

Por sua vez, a emissora NTV exibiu imagens que mostram um grupo de policiais, todos à paisana, levando o suspeito algemado, e agarrado pelo pescoço e braços, por uma rua para introduzi-lo em um carro e levá-lo depois a um lugar onde era esperado por viaturas.

Essa emissora assegurou ainda que o suposto terrorista foi detido na casa de um amigo do Quirguistão, à qual tinha chegado há três dias.

A NTV mostrou também uma fotografia na qual se vê o suspeito agarrado pelo pescoço e com marcas de golpes no rosto e sangue derramado sobre sua camiseta.

O detido foi levado à delegacia central de Vatan, em Istambul, enquanto prosseguem outras operações policiais simultâneas contra outras células da mesma rede, de acordo com a Anadolu.

Segundo notícias divulgadas na imprensa na semana passada, Masharipov era de origem uzbeque, apesar de o governo turco ter afirmado que possivelmente pertencesse à etnia uigur na China e que teria chegado à Turquia a partir do Quirguistão.

O atentado, executado com uma arma automática com a qual o terrorista metralhou os clientes da Reina, foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

A polícia turca buscava o foragido desde 1º de janeiro e o fato de o suspeito continuar livre tinha causado certa ansiedade entre a população perante o temor que pudesse cometer outro atentado.

Poucos dias depois do ataque, as forças de segurança detiveram a esposa do suposto autor do ataque no bairro de Maltepe e outros familiares deste na cidade de Konya, no centro da Turquia.

Soube do ataque pela televisão. Não sabia que meu marido era simpatizante (do EI), disse a esposa então ao jornal Cumhuriyet.

Segundo seu relato, o suposto terrorista e sua família chegaram no dia 20 de novembro em um voo do Quirguistão ao aeroporto de Istambul, de onde foram a Ancara e, em 22 de novembro, a Konya.

Ali alugou um estúdio por 1.100 liras (US$ 300) e pagou três meses (antecipados). Disse que chegou a Konya para buscar trabalho. Em 29 de novembro viajou de carro para Istambul, acrescentou o jornal.

Os jihadistas do EI realizaram 14 atentados na Turquia nos últimos dois anos, que deixaram 250 mortos, entre eles civis, turistas estrangeiros, policiais e soldados.

 

Últimas Notícias

Sul e Sudeste se unem e formam consórcio para ações conjuntas
Copom inicia reunião nesta terça para definir taxa básica de juros
Mercado reduz projeção de crescimento da economia de 2,28% para 2,01%
Atividade econômica tem queda de 0,41% em janeiro, diz BC
Governo lança edital de estudos para concessão de 22 aeroportos
Governo do Rio anuncia rompimento da concessão do Maracanã
Feiras em São Paulo oferecem oportunidades de intercâmbio no exterior
Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212