Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Auditores do trabalho lembram Chacina de Unaí e cobram prisão de condenados - Jornal Brasil em Folhas
Auditores do trabalho lembram Chacina de Unaí e cobram prisão de condenados


Um ato organizado hoje (25) pelo Sindicato Nacional dos Auditores-fiscais do Trabalho (Sinait) lembrou a Chacina de Unaí e pediu a prisão dos envolvidos na morte de três auditores fiscais do trabalho e um motorista do Ministério do Trabalho no episódio, há 13 anos.

De acordo com o presidente do sindicato, Carlos Silva, ainda há muito a ser feito no país para a erradicação do trabalho escravo e para o reconhecimento dos fiscais responsáveis pelo combate a esse tipo de crime.
Chacina de Unaí

Cruzes lembram auditores do trabalho mortos na Chacina de Unaí

Segundo Silva, o número de trabalhadores em situação análoga à escravidão resgatados poderia ser muito maior se houvesse mais auditores fiscais no país. Atualmente, há 2,5 mil servidores nessa função, segundo o sindicato.

“Para combater o trabalho escravo, o trabalho infantil, os acidentes de trabalho e todas as outras mazelas que ainda existem no mundo do trabalho, o Brasil precisaria de pelo menos 8 mil auditores fiscais do trabalho.”

Além dos auditores-fiscais do trabalho, o resgate de trabalhadores em situação análoga a de escravo também é feito por equipes do Grupo Especial de Fiscalização Móvel, compostos por auditores fiscais, procuradores do Trabalho e policiais federais ou rodoviários federais.

A Chacina de Unaí

No dia 28 de janeiro de 2004, três auditores fiscais do trabalho – Erastóstenes de Almeida Gonsalves, João Batista Soares Lage e Nelson José da Silva – e o motorista do Ministério do Trabalho Ailton Pereira de Oliveira foram assassinados durante uma fiscalização rural na cidade de Unaí, em Minas Gerais. Os auditores apuravam uma denúncia relacionada ao trabalho escravo. Desde então, a data marca o Dia do Auditor Fiscal do Trabalho.

Os mandantes do crime foram condenados após vários anos, mas respondem em liberdade por causa de recursos protelatórios.

 

Últimas Notícias

Furto de combustível causou explosão que matou ao menos 66 pessoas
Sobe para 399 número de presos por ataques no Ceará
Migrantes desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo já são 114
Aniversário de São Paulo terá programação com diversidade de ritmos
Mais de 600 pessoas levavam gasolina na hora da explosão de oleoduto
Pré-carnaval movimenta foliões nas ruas do Rio
Brasil expressa condolências às famílias das vítimas no México
Marcha das Mulheres reúne milhares pelo mundo

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212