Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Little Havana de Miami é declarada tesouro nacional americano - Jornal Brasil em Folhas
Little Havana de Miami é declarada tesouro nacional americano


Little Havana, o bairro que é a alma e o coração da diáspora cubana em Miami, foi declarada nesta sexta-feira tesouro nacional dos Estados Unidos.

O Fundo para a Preservação Histórica (NTHP, em inglês) deu esta distinção ao bairro por este ser um testamento do espírito imigrante que construiu os Estados Unidos, afirmou em um comunicado esta organização privada, que trabalha para proteger os lugares históricos do país.

Little Havana abriga o Versailles, um café histórico que pulsa ao ritmo da música cubana e às vezes oferece gratuitamente doces típicos da ilha aos exilados que fazem do local um ponto de encontro para protestar ou comemorar eventos da sua terra.

A alguns quarteirões dali, no Domino Park, dezenas de aposentados jogam dominó todas as tardes em meio a discussões políticas acaloradas. Do outro lado da rua, o clube de salsa cubana mais popular da cidade é uma parada turística obrigatória.

Há, ainda, um museu que reúne armas, fotos e documentos dos veteranos da Baía dos Porcos, que tentaram sem sucesso invadir a ilha em 1961. Nas portas dos bares, clientes fumam charutos e é difícil encontrar alguém que não fale espanhol.

No entanto, os moradores hoje temem ser forçados a sair do bairro pelo desenvolvimento imobiliário e aumento dos preços. O título de tesouro nacional pretende afastar esta ameaça.

Little Havana é um símbolo da experiência imigrante nos Estados Unidos, disse a presidente do NTHP, Stephanie Meeks.

O Fundo Nacional dá as boas-vindas ao ressurgimento urbano que dá vida às cidades em todo o país, mas também acredita que o crescimento não deve ocorrer às custas de bairros históricos vibrantes como Little Havana, acrescentou.

Os prédios, alguns art decó, datam dos anos 1920 e 1930. Na comercial Calle Ocho, muitos edifícios têm pisos cor de coral.

Mas o crescimento de bairros como Downtown e Brickell, com seus modernos edifícios de mais de 20 andares, está se expandindo em direção a Little Havana.

Na medida em que Miami continua evoluindo, a preservação será essencial para manter os bairros urbanos únicos da cidade, disse Christine Rupp, diretora da agência que cuida do patrimônio do condado de Miami-Dade.

Nosso objetivo a longo prazo é proteger propriedades históricas específicas que contam a história de Little Havana e colaborar com a restauração desses edifícios, acrescentou.

Cerca de 1,5 milhão de cubanos vivem nos Estados Unidos, 68% deles na Flórida, de acordo com o Pew Research Center.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212