Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Oct de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Mostra de Cinema de Tiradentes tem recorde de filmes dirigidos por mulheres - Jornal Brasil em Folhas
Mostra de Cinema de Tiradentes tem recorde de filmes dirigidos por mulheres


A 20ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes, que se encerra hoje (28), é a que recebeu o maior número de inscrições de filmes dirigidos por mulheres. Foram 37 longas-metragens, o que representa 19% do total de inscritos. Com trabalhos que tiveram a qualidade reconhecida, esse percentual aumenta se forem considerados os filmes selecionados. Numa programação com 108 títulos, incluindo os curtas-metragens, 43 contam com uma mulher na direção, cerca de 40%, também um recorde.

Nós não fizemos nenhum tipo de cota. Ninguém entrou na Mostra de Cinema de Tiradentes por ser mulher. Eu defendo muito que a expressividade seja o principal, destaca o curador Cléber Eduardo. Segundo ele, os filmes também seriam selecionados se tivessem sido dirigidos por homens.

Para Cléber Eduardo, embora o fenômeno esteja ocorrendo tardiamente em algumas áreas, é inevitável a expansão da presença feminina no mercado em geral, não apenas no cinema. Isso ocorre em todas as atividades que até pouco tempo atrás eram consideradas de territórios exclusivamente masculinos. Há muitas mulheres no cinema, mas em algumas funções. Na produção e na direção de arte, elas reinam. Mas há funções como direção, direção de fotografia e montagem ainda bem masculinas. Isso está sendo quebrado aos poucos.

O curador entende que a ausência de mulheres em certas funções afeta o resultado final dos filmes, sobretudo as representações femininas. Sendo os roteiristas homens, predominantemente, temos uma limitação grande na forma como as personagens femininas aparecem.

Com a experiência de mulher à frente da direção da Mostra de Cinema de Tiradentes desde sua origem, há 20 anos, Raquel Hallak comemora o crescimento da ocupação feminina no audiovisual e faz menção ao tema desta edição do evento: Cinema em reação, cinema em reinvenção. O cinema está mostrando essa ocupação das mulheres, tanto nas telas, como nos bastidores. É uma prova da reinvenção do cinema. O mundo é feminino e o futuro é feminino, diz.

Refletindo este momento, a Mostra de Tiradentes lançou este ano o Troféu Helena Ignez, que será entregue anualmente a uma mulher que tenha atuado na produção de obras concorrentes da Mostra Foco, de curtas-metragens, e da Mostra Aurora, que reúne longas de novos realizadores. A premiada será conhecida na noite de hoje (28) e não será necessariamente diretora, podendo também ter se destacado em funções como direção de fotografia, montagem, roteiro, entre outros.

 

Últimas Notícias

BNDES empresta R$ 30 milhões para empresa de água de Manaus
Comércio do Rio poderá contratar 10,3 mil temporários para o natal
Aneel aprova reajuste de tarifa a consumidores de GO e interior de SP
Petrobras e chinesa CNPC avançam em acordo para retomar Comperj
Aprovado pela Aneel, aumento nas contas de luz da CEB está suspenso
BNDES dá início a processo de privatização de companhia elétrica do AP
Dólar fecha em queda e Bovespa sobe 2,83%
Senado rejeita projeto sobre venda de distribuidoras da Eletrobras

MAIS NOTICIAS

 

Equipe de transição deve ser definida hoje à tarde, diz Caiado
 
 
ONS vai reforçar ações de segurança energética nas eleições e no Enem
 
 
Inflação medida pelo INPC sobe para 0,30% em setembro
 
 
Universidades particulares terão disciplina sobre primeira infância
 
 
Com Enem, horário de verão começa no dia 18 de novembro
 
 
Governo anuncia recursos de R$ 600 milhões para o ensino médio

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212