Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Parcerias viabilizaram construção de novo presídio em Orizona - Jornal Brasil em Folhas
Parcerias viabilizaram construção de novo presídio em Orizona


orizonaO município de Orizona, distante pouco mais de 100 km da capital, inaugurou nesta sexta-feira, dia 27, o novo presídio do município. A obra é um projeto do diretor do Foro da Comarca de Orizona, juiz Ricardo de Guimarães e Souza, que, em 2006, idealizou uma parceria entre a comunidade, a Justiça e entidades de classe.

A unidade foi construída com recursos de entidades de classe e comunidade. A partir de agora, o Governo de Goiás passará a gerir a unidade com estrutura necessária.

A nova unidade tem capacidade para 70 vagas e o investimento total é de mais R$ 934.393,79. O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), será responsável por ceder servidores, além de custear a alimentação dos detentos e fazer a gestão geral da unidade.

O ato solene contou com as presenças do vice-governador José Eliton, secretário interino de Segurança Pública, coronel Edson Costa, procurador-geral do Ministério Público, Lauro Machado, deputados Célio Silveira e Diego Sorgatto, além de representantes do Poder Judiciário e autoridades estaduais e municipais.

José Eliton, que representou o governador Marconi Perillo na solenidade, elogiou a iniciativa do magistrado e disse que o município “se torna referencial para o Estado e para o País” pelo exemplo de parceria desenvolvida para construção do presídio. Segundo ele, “não existe segurança pública eficiente em nenhum país do mundo se não tivermos o sistema penitenciário adequado”.

Ainda segundo o vice-governador, “é preciso discutir a questão de segurança pública com maturidade, debater um tema que é complexo sob todas as naturezas”. Para ele, “a possibilidade de a iniciativa privada fazer a gestão dos presídios e os marcos regulatórios são temas que precisam ser avaliados pela sociedade brasileira”.

Emocionado, o juiz Ricardo disse que a obra é a concretização de um sonho de 10 anos. “Temos que ser agenciadores de mudanças na nossa sociedade”, discursou.

Novo presídio
A nova unidade tem capacidade para 70 vagas, sendo duas celas de triagem, com três vagas cada uma, e orizona2oito de reclusão, com espaço para oito detentos em cada.

O projeto teve início em fevereiro de 2006, depois da primeira reunião com a comunidade, e as obras começaram em 9 de maio de 2016.

Os investimentos são de origens diversas como doações do Sindicato Rural, Câmara de Vereadores, Prefeitura Municipal, pessoas físicas, além de recursos provenientes de transações penais e multas ambientais.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212