Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


13 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Novos ministros de Temer tomam posse nesta sexta - Jornal Brasil em Folhas
Novos ministros de Temer tomam posse nesta sexta


O presidente Michel Temer dará posse aos novos ministros do seu governo nesta sexta-feira (3). Após as eleições na Câmara e no Senado, em que Temer havia se comprometido a não interferir, o governo anunciou, no fim da tarde de hoje (2), uma série de alterações na Esplanada dos Ministérios, criando duas pastas e alterando as atribuições de duas.

A cerimônia de posse está marcada para as 11h de amanhã (3) no Palácio do Planalto. Até agora secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Wellington Moreira Franco comandará a Secretaria-Geral da Presidência da República. Segundo o governo, Moreira Franco vai continuar tendo à frente as atividades do PPI, mas acumulará funções como a chefia da Secretaria Especial de Comunicação Social e o Cerimonial da Presidência.

As mudanças envolvem também a criação do Ministério dos Direitos Humanos, que será ocupado pela desembargadora Luislinda Valois. Já o deputado tucano Antônio Imbassahy (PSDB-BA) foi confirmado ministro da Secretaria de Governo. Os três serão empossados por Temer nesta sexta-feira.

A nomeação de Imbassahy era aguardada desde o mês de dezembro, mas o governo preferiu aguardar o pleito que decidiu os comandos do Congresso Nacional para não ser acusado de interferir nas disputas. O peemedebista Eunício Oliveira (CE) assumiu a presidência do Senado e o atual presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito para o cargo.

Com a minirreforma ministerial, o governo de Michel Temer passa a ter 28 ministros. Quando assumiu a Presidência, ainda interinamente, Temer havia reduzido o número de pastas de 32 para 25. Depois, com a recriação do ministério da Cultura, passou a contar com 26 auxiliares em seu primeiro escalão.

Nesta quinta-feira (2), o Planalto também anunciou a ampliação das atribuições do Ministério da Justiça e da Cidadania, que passa a se chamar Ministério da Justiça e da Segurança Pública com o objetivo de reforçar o combate à criminalidade.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212