Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Justiça paulista aceita denúncia contra agressores de ambulante morto no metrô - Jornal Brasil em Folhas
Justiça paulista aceita denúncia contra agressores de ambulante morto no metrô


A Justiça paulista acatou denúncia contra os dois acusados de espancar até a morte o vendedor ambulante Luiz Carlos Ruas, no dia 25 de dezembro do ano passado, na estação Pedro II do Metrô, na capital paulista. Presos poucos dias depois do crime, os agressores Alípio Rogério Belo dos Santos, 26 anos, e Ricardo Martins do Nascimento, 21 anos, tiveram a prisão preventiva decretada no último dia 20 de janeiro.

A decisão de acatar a denúncia é do juiz Roberto Zanichelli Cintra, da 1ª Vara do Júri da capital. No despacho, ele justificou que existem “provas de materialidade e indícios da autoria dos delitos a eles imputados”. O magistrado marcou para 17 de abril a audiência de instrução do processo em que serão analisadas as provas e ouvidas as partes para decidir se os réus irão a júri popular.

Imagens filmadas por câmeras de segurança levaram à identificação de Ricardo Martins do Nascimento e Alípio Rogério Belo dos Santos como os autores. Ao apresentar o pedido de prisão preventiva, no mês passado, o promotor de Justiça Neudival Mascarenhas Filho, do 1º Tribunal do Júri, classificou de covarde o comportamento dos agressores porque o ambulante apenas “tinha interferido para apaziguar uma situação envolvendo os dois homens”.

No processo consta que antes de espancar Ruas, os réus agrediram uma moradora de rua transexual com socos e chutes e, na sequência, um deles saiu em perseguição a uma outra transexual que tentava livrar a amiga do ataque. Ao assistir a cena, o vendedor ambulante, que mantinha uma barraca de doces próxima à estação, apelou para que Nascimento e Santos se acalmassem, sendo então alvo da violência.

Nesse momento, os dois passaram a quebrar a barraca do ambulante que correu para dentro da estação, sendo perseguido e espancado com chutes e socos, além de ter a cabeça pisoteada. Depois de deixar a vítima caída no chão, os agressores saíram do local e voltaram em seguida para continuar a bater no vendedor.

 

Últimas Notícias

Com pênalti controverso, Brasil vence Uruguai por um a zero
Brasil está preparado para substituir médicos cubanos, afirma Temer
Chega a quatro número de vítimas das chuvas em Belo Horizonte
Estudantes poderão renovar o Fies até o dia 23
Massoterapeuta Dani Bumbum deixa prisão no Rio
Cervejas terão rótulos com os ingredientes usados na fabricação
Temporal causa mortes e estragos em BH; adolescente está desaparecida
Bolsonaro reitera que decisão sobre médicos cubanos é humanitária

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212