Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Delcídio do Amaral tem audiência na Justiça Federal remarcada para quinta-feira - Jornal Brasil em Folhas
Delcídio do Amaral tem audiência na Justiça Federal remarcada para quinta-feira


O ex-senador Delcídio do Amaral não compareceu hoje (14) à audiência com o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal da Justiça Federal no Rio de Janeiro. Contudo, ele já tem nova data para se apresentar como testemunha de acusação no processo da Operação Saqueador que investiga um esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro no valor de R$ 370 milhões. A nova audiência foi marcada para quinta-feira (16), às 14h, no prédio da Justiça Federal, na região portuária do Rio.

Também hoje estava previsto o depoimento de Rubmaier Ferreira de Carvalho, apontado como contador de empresas de fachada do contraventor Carlinhos Cachoeira. Carvalho falaria de Brasília, por videoconferência, mas um problema no áudio obrigou o juiz a remarcar a participação dele também para a quinta-feira, às 10h.

Na Operação Saqueador, os principais acusados são o dono da Construtora Delta, Fernando Cavendish, e o contraventor Carlinhos Cachoeira. Além deles, foram denunciadas 21 pessoas, entre executivos, diretores, tesoureira e conselheiros da empreiteira e proprietários e contadores de empresas fantasmas, criadas pelo contraventor e pelos empresários Adir Assad e Marcelo Abbud.
Para amanhã (15), o juiz Bretas marcou para as 13h os depoimentos dos ex-executivos da empreiteira Andrade Gutierrez Rogério Nora de Sá, Flávio David Barra e Clóvis Renato Primo.

Os três já prestaram declarações à justiça. Rogério e Clóvis informaram que o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, para garantir contratos com a Andrade Gutierrez, recebia pagamentos mensais de R$ 300 mil em propinas por obras para a Copa do Mundo, no Estádio do Maracanã. Flávio Barra já foi condenado por Bretas na Operação Lava Jato e, junto com o ex-presidente da empresa, Otávio Marques de Azevedo, teve um acordo de delação homologado pelo ministro do Supremo Tribunal FederalTeori Zavascki, que morreu em janeiro deste ano.

 

Últimas Notícias

Presidente Díaz-Canel defende trabalho de médicos cubanos no Brasil
Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos
CFM afirma que há médicos suficientes para atender Brasil
Associação lança projeto para conscientizar população sobre diabetes 2
Transposição do S. Francisco está na pauta de prioridades da transição
Temer inaugura primeira etapa do acelerador de elétrons Sirius
Temer diz que decidirá “lá na frente” reajuste de ministros do STF
Só um governador do Nordeste participa de encontro em Brasília

MAIS NOTICIAS

 

Volume de vendas do varejo cai 1,3% em setembro
 
 
Gilmar Mendes suspende decisão que obriga bancos a ressarcir clientes
 
 
Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos
 
 
Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia
 
 
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões no próximo sorteio
 
 
Enem: estudantes fazem hoje prova de matemática e ciências da natureza

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212