Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 X-9 Paulistana é a campeã do Grupo de Acesso do carnaval de SP - Jornal Brasil em Folhas
X-9 Paulistana é a campeã do Grupo de Acesso do carnaval de SP


A escola de samba X-9 Paulistana, tradicional da zona norte da capital paulista, foi a campeã do Grupo de Acesso do carnaval de São Paulo este ano. Com enredo Vim, Vi, Venci – A Saga Artística de um Semideus, homenageando o artista Inos Corradin, a agremiação retorna ao Grupo Especial do carnaval paulistano no próximo ano.

A apuração começou por volta das 18h30 no Sambódromo do Anhembi, zona norte da cidade. Às 19h, começou a chover e, após 20 minutos, a chuva forte interrompeu por alguns minutos a contagem dos pontos.

Os representantes das diretorias das escolas, que estavam em cadeiras de plástico e sob guarda-chuvas na pista do sambódromo, acompanhando a leitura das notas, foram obrigados a se deslocar para uma parte coberta por causa da chuva e do vento.

Às 19h35, as notas voltaram a ser cantadas pelo mestre de cerimônia. Poucos minutos depois, uma falha técnica no computador interrompeu novamente a apuração, retornando às 19h50. Por volta das 20h10, a X-9 pode comemorar a vitória.

Em segundo lugar, ficou a escola Independente, original do bairro da República, centro da cidade. As duas escolas sobem para o Grupo Especial no desfile do ano que vem.

Superação

Após 20 anos de desfile no Grupo Especial, a X-9 sofreu a queda para o Acesso no ano passado, quando recebeu notas baixas e ficou em 14º lugar. Para o presidente da agremiação, André dos Santos Filho, a vitória de hoje representa “a superação do que nós passamos no passado”.

“Nós repensamos, reavaliamos e nós voltamos com a parte técnica, com a parte plástica, para o lugar de onde nós nunca devíamos ter saído [o Grupo Especial]. O gosto do título é maravilhoso, porque quando você cai é uma sensação da morte, da perda de um ente querido, e agora a sensação é do nascimento de um filho”, comemorou.

“Esse ano nós trabalhamos muito a união, muito o coletivo da escola e hoje está o resultado aí. Foi muito doloroso, muito difícil [cair para o Grupo de Acesso], mas quero parabenizar a todos que fizeram esse carnaval [de 2017]”, disse. O presidente dedicou o título a toda a comunidade, à diretoria e a todos os amantes do samba.

Segundo ele, a passagem pelo Grupo de Acesso deixou uma lição para a escola. “O carnaval é difícil e nós temos que estar atentos aos nove quesitos. O carnaval lida com a emoção e infelizmente nós lidamos com a vaidade, com o ego, e isso é uma coisa que nós temos que trabalhar bastante, a vaidade e o ego das pessoas, porque a hora que nós tivermos isso bem equilibrado, nós vamos fazer grandes carnavais”.

Para as escolas que ficaram em último lugar no Grupo Especial e desfilarão pelo Grupo de Acesso no ano que vem – Águia de Ouro e Nenê de Vila Matilde –, André deixou um recado: “a gente tem que ter paciência e tem que ter serenidade agora nesse momento difícil, porque os vencedores também se fazem no momento difícil. Eu saí daqui no ano passado arrasado e hoje estou muito feliz aqui. Então é ter a cabeça no lugar, repensar, reavaliar, ver onde errou e voltar forte para o ano que vem, esse é o recado que eu dou e desejo toda a sorte”.

 

Últimas Notícias

Submarino argentino é encontrado um ano e um dia após desaparecimento
Parlamento cubano rejeita resolução da Eurocâmara sobre direitos human
Incêndio da Califórnia registra 74 mortos e mais de mil desaparecidos
Livro mistura suspense e fantasia em reflexão sobre violência no país
EBC e Fundação Getulio Vargas firmam acordo para revitalizar acervo
Trabalho de escoramento em viaduto paulistano prossegue neste sábado
Belo Horizonte tem previsão de mais chuva; temporais já mataram quatro
Prefeito de Mariana diz que não desistirá de ação no Reino Unido

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212