Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Embaixador do Brasil na Arábia Saudita elogia missão comercial do Governo de Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Embaixador do Brasil na Arábia Saudita elogia missão comercial do Governo de Goiás


O embaixador do Brasil na Arábia Saudita, Alberto Luiz Pinto Coelho Fonseca, fez um apanhado da missão comercial do governo de Goiás àquele país e disse que o governador Marconi Perillo conseguiu mostrar, com êxito, a pujança do Estado, e ampliar as perspectivas de negócios e investimentos futuros. “Essa visita também contribui não só para a ampliação das relações bilaterais entre o Brasil e Arábia Saudita, mas também entre o Estado de Goiás, com sua pujante economia, em vários setores e a Arábia Saudita”, disse.

Depois de ter encerrado ontem (quinta-feira, dia 2) missão comercial nos Emirados Árabes e na Arábia Saudita, e prestes a começar a missão comercial no Líbano, o governador Marconi Perillo pontuou que as palavras do Embaixador são um alento para o esforço que o governo de Goiás vem fazendo no intuito de apresentar as potencialidades do Estado e prospectar novos investimentos, que vão ajudar em muito o desenvolvimento goiano.

Bem-estar

Marconi afirmou que o bem-estar das pessoas é uma das principais causas das missões comerciais. Conforme pontuou, ao abrir espaços para Goiás no mundo, o governo estadual busca atrair investimentos que vão melhorar a economia e, consequentemente, a vida dos cidadãos goianos, com o aprimoramento dos setores essenciais para a população goiana.

“O bem-estar das pessoas é a causa principal dessas missões. É abrir espaços no mundo inteiro para que Goiás se torne conhecido, para que os investimentos venham, para que possamos ter mais compradores dos nossos produtos e possamos ter mais empregos. Isso tudo acaba significando um grande círculo virtuoso em prosperidade e em desenvolvimento que impacta na economia, na infraestrutura, e acaba também viabilizando mais recursos para o governo do Estado investir em áreas essenciais”, afirmou o governador.

Ele destacou que as missões comerciais realizadas até hoje (somente na atual gestão já foram dez) influenciam no aumento no PIB, das exportações “e, consequentemente, o que é mais importante, nos empregos”, considerou. “Todo trabalho que é feito para ativar a economia tem como objetivo, grande consequência, emprego, especialmente num momento em que temos muito desemprego no Brasil. Quanto mais investimentos nós conseguirmos levar para o Estado, quanto mais nós pudermos produzir e exportar, mais empregos nós estaremos gerando”, ressaltou.

Assinalou que, além do setor econômico, outras áreas de Goiás são apresentadas nas missões. Na Arábia Saudita, conforme pontuou, pôde discutir com o ex-ministro da economia daquele país a experiência com as Organizações Sociais nos hospitais e também a do ConectaSus. “Eles ficaram bastante impressionados e me pediram para enviar um VT com informações sobre o que nós estamos fazendo em termos de avanços na área da Saúde, para que depois eles definam uma missão para visitar in loco os nossos hospitais e conhecer a nossa tecnologia avançada na área de saúde, que é hoje um modelo para o Brasil”, declarou.

A Missão Comercial do Governo de Goiás ao Oriente Médio acumulou vários resultados positivos, entre eles o de que investidores sauditas demonstram interesse em apostar na expansão do etanol e do açúcar no Brasil. A economia da Arábia Saudita vive um momento de expansão e busca maior presença no cenário econômico mundial.

O governador afirmou que o Estado de Goiás está aberto aos investimentos estrangeiros voltados para o desenvolvimento da economia e da infraestrutura do Estado. Ele citou, entre outras prioridades, o trem da passageiros Goiânia-Brasília e o Aeroporto de Cargas de Anápolis. “Voltaremos em breve à Arábia Saudita para dar continuidade a essas conversações e as manteremos no Brasil através de nossas representações”, disse Marconi.

A comitiva governamental dá início neste sábado, 4, à primeira agenda da missão comercial no Líbano, que vai se encerrar na segunda-feira, dia 6.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212