Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Defesa de Temer alegará que ele não negociou doações - Jornal Brasil em Folhas
Defesa de Temer alegará que ele não negociou doações


A defesa do presidente Michel Temer (PMDB) decidiu apostar em uma nova frente para defendê-lo das acusações no processo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que pede a impugnação da chapa na qual ele era vice nas eleições de 2014.
Agora, os advogados acreditam que a melhor forma de livrar Temer de uma condenação que pode custar o seu mandato é tentar provar que ele não pediu dinheiro nem esteve presente em nenhuma negociação de doações para a campanha eleitoral de 2014, encabeçada por Dilma Rousseff (PT).
Assessores de Temer argumentam nos bastidores que, em tese, uma pessoa que está sentada no banco do passageiro não pode ser multada por infrações cometidas pelo motorista. Ou seja, Temer não poderia ser responsabilizado por supostas irregularidades cometidas por Dilma, a cabeça da chapa.
A ação proposta pelo PSDB contra a chapa Dilma-Temer apura se a campanha de 2014 foi financiada com dinheiro ilícito e se houve abuso de poder econômico.
Segundo a Folha apurou, a nova frente de defesa está sendo formulada diante da avaliação, feita por advogados do presidente, de que há poucas chances de o relator da ação no tribunal, ministro Herman Benjamin, aceitar a tese de analisar separadamente as contas da chapa Dilma-Temer. O pedido foi feito em abril do ano passado pelos advogados do peemedebista.

PRECEDENTE
A nova argumentação da defesa do presidente está ancorada no caso do ex-governador de Roraima Ottomar de Sousa Pinto, morto em 2007, quando respondia a um processo na Justiça Eleitoral. Advogados do então vice-governador José de Anchieta Júnior pediram a separação de contas da chapa, na tentativa de isentá-lo das acusações, mas o pedido foi negado. Apesar disso, o vice foi absolvido por falta de provas.

ODEBRECHT
Os depoimentos de ex-executivos da Odebrecht ao TSE, incluindo o do ex-presidente Marcelo Odebrecht, que tiveram início na semana passada, dão força para a nova tese, na avaliação dos advogados do presidente.
Temer tem participado pessoalmente da formulação da estratégia de sua defesa. Antes de viajar para a Bahia, onde passou o feriado de Carnaval com a família, o presidente se reuniu com assessores e advogados.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212