Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Trabalho do governador Marconi e da Adial foi importante para suspender a ADI no SFT - Jornal Brasil em Folhas
Trabalho do governador Marconi e da Adial foi importante para suspender a ADI no SFT


O diretor de Relações Institucionais da Mitsubishi Motors do Brasil, Alfredo Sestini Filho, ressaltou, nesta segunda-feira (13/3), a importância do trabalho do governador Marconi Perillo na suspensão da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), do governo de São Paulo, que questionava benefícios fiscais goianos. A ação tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF) e foi retirada da pauta pela ministra Rosa Weber, após articulação do governador Marconi Perillo, do vice, José Eliton e de empresários.

“O trabalho feito pelo governador Marconi Perillo e pelo pessoal da Adial (Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás) foi de absoluta importância”, apontou o diretor da Mitsubishi, após reunião da Adial, no Rizzo Plaza, em Goiânia. Sestini destacou a importância de programas de benefícios fiscais ao afirmar que o investimento de R$ 1,2 bilhão da Mitsubishi em Catalão, entre 2012 e 2014, só foi possível graças à política de incentivos praticada em Goiás. À época, a empresa ampliou as instalações e a capacidade de produção foi dobrada.

No encontro com mais de 30 empresários, o presidente da Adial, Cesar Helou, explicou como foi realizada a articulação dos empresários com Marconi e José Eliton até a suspensão da tramitação da ADI. “Não foi uma coisa simples. Trouxemos essa informação para que nossos associados pudessem entender e valorizar as pessoas que trabalharam [na articulação]”, declarou. “Quando precisa ser urgente, o governador provou que sabe ser urgente”, elogiou o presidente da Adial.

Cesar Helou declarou que as mais de 400 empresas que possuem incentivo fiscal em Goiás teriam seus negócios inviabilizados, caso a ADI prosperasse no Supremo, por causa da perda da competitividade. “Se acaba o incentivo fiscal, essas empresas vão migrar, vão sair daqui e ir para outros estados. Em um prazo de um ano poderiam acabar de 500 mil a 1 milhão de empregos”, contabilizou.

 

Últimas Notícias

Deputado Marlúcio promove caminhonetadas em várias regiões de Aparecida
Dia da Árvore: desmatamento vem caindo, mas ainda há desafios
Brincar com os quatro elementos da natureza ajuda a criança a se desenvolver melhor
Meninas que praticam esportes, cuidado com a alimentação!
Indústria paulista fecha 2,5 mil postos de trabalho em agosto
Aneel descarta revisão de bandeira tarifária em conta de luz
BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212