Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


23 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 CMN reduz juros de fundos constitucionais e de desenvolvimento regional - Jornal Brasil em Folhas
CMN reduz juros de fundos constitucionais e de desenvolvimento regional


A redução da taxa Selic – juros básicos da economia – levou o Conselho Monetário Nacional (CMN) a diminuir novamente os juros dos fundos constitucionais e de desenvolvimento regional. Há três meses, o órgão tinha cortado as taxas para esses fundos.

As novas taxas vigorarão de abril a dezembro e serão reduzidas, em média, em 5% para os fundos de desenvolvimento e em 6% para os fundos constitucionais. Para os fundos de desenvolvimento, os juros, que hoje variam de 7,85% a 10% ao ano, cairão para uma faixa entre 7,35% a 9,5% ao ano, dependendo do tipo de fundo e do grau de prioridade do projeto financiado.

Para os fundos constitucionais do Norte (FNO) e do Nordeste (FNE), as taxas, que estão entre 8,1% e 15,9% ao ano, dependendo da renda do mutuário e do tipo de atividade incentivada, ficarão entre 7,65% e 15,23% ao ano. Para o Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), que cobrava de 9% a 17,65% ao ano, os juros passarão para uma faixa entre 8,5% e 16,9% ao ano.

De acordo com o Ministério da Fazenda, as reduções se deveram à expectativa do mercado de continuidade da redução da taxa Selic. Atualmente em 12,25% ao ano, a Selic deve encerrar 2017 em 9% ao ano, segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central.

Os fundos constitucionais são formados por 1% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e têm como objetivo fomentar projetos nas regiões menos desenvolvidas do país.

Compostos por recursos do Orçamento Geral da União, os fundos de desenvolvimento são supervisionados pelo Ministério da Integração Nacional. A pasta seleciona projetos com base na localização, na atividade e na importância para a infraestrutura regional. Os recursos são repassados a bancos que financiam os empreendimentos.

 

Últimas Notícias

Chega a 73 o número de mortos em explosão no México; feridos somam 74
Forte terremoto de magnitude 6,7 atinge o Chile
Mais de 150 imigrantes se afogam no Mar Mediterrâneo
Brasil e Europa vão ser interligados por novo cabo submarino
Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Ghosn está disposto a aceitar qualquer condição para obter fiança
Bombeiros buscam pessoa desaparecida depois de tromba dágua no Rio
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212