Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Marconi: “Teremos sempre a compreensão de que as prefeituras não podem perder receitas” - Jornal Brasil em Folhas
Marconi: “Teremos sempre a compreensão de que as prefeituras não podem perder receitas”


Marconi Perillo - Iris Rezende - Gustavo Mendanha - Roberto do Orion - Foto Henrique Luiz GovGO 01O governador Marconi Perillo recebeu, em audiência na tarde desta terça-feira, dia 04, os prefeitos das três maiores cidades goianas – Iris Rezende (PMDB/Goiânia), Gustavo Mendanha (PMDB/Aparecida de Goiânia) e Roberto do Órion (PTB/Anápolis) – para tratar de dois projetos de lei: o que cria o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Goiânia (Codemetro) e o que implanta o ICMS Gestão.

De acordo com Marconi, a reunião com os prefeitos foi proveitosa e importante para ouvir as demandas apresentadas pelos municípios a respeito dos temas abordados. “Foi uma conversa extremamente republicana, pacífica, um diálogo onde nós procuramos nos entender e vamos continuar discutindo esses projetos que são importantes, mas é claro sempre com a compreensão de que as prefeituras não podem perder receitas”, garantiu o governador.

O governador ressaltou que os projetos estão sendo bastante debatidos antes de serem finalizados para envio à Assembleia Legislativa de Goiás e que as sugestões dos prefeitos são recebidas com muita boa vontade. “Tratamos de assuntos importantes para os três municípios, como o Codemetro e o ICMS Gestão, que está sendo concluído para ser enviado à Assembleia Legislativa. Também aproveitamos para conversar sobre outros assuntos, principalmente temas que estão dentro do programa Goiás na Frente”, explicou Marconi.

De acordo com ele, um dos principais itens do Programa Goiás na Frente, o ICMS Gestão, visa garantir maior participação no bolo tributário para os municípios que se comprometerem a atacar os índices que emperram a competitividade do Estado. Atualmente, os estados têm autonomia para repartir até 25% do ICMS arrecadado. “O ICMS Gestão está dentro do Goiás Mais Competitivo e tem como objetivo melhorar os indicadores, principalmente de Educação Infantil, e também a questão ambiental, Segurança Pública, Saneamento Básico, entre outros”, salientou o governador.

Prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (PMDB) destacou a postura republicana do governador e comemorou o resultado da audiência. “Mais uma vez fui muito bem recebido pelo governador Marconi. Juntamente com os prefeitos Iris e Roberto, estamos dialogando sobre o Codemetro e o Coíndice. Em uma conversa muito amistosa, o governador foi muito solícito aos nossos pedidos. Acredito que vamos ter nosso pleito atendido. Tanto Aparecida, quando Goiânia e Anápolis não serão prejudicadas dentro desse processo”.

Mendanha informou que o governador se comprometeu a trabalhar para que os projetos não sejam votados sem que se aprofunde o debate dos temas: “Ficou acertado que os projetos não serão votados a toque de caixa, mas bastante discutidos. Os nossos técnicos já estão debatendo esses dois projetos, que entendemos, num momento inicial, que poderiam prejudicar nossas cidades, mas o governador nos deixou muito tranquilos de que eles não serão votados a toque de caixa. Então, nós vamos poder discutir, debater e, se for o caso, até propor para que Aparecida de Goiânia e Goiânia não venham a ser prejudicadas”, disse.

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212