Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Donos de fazenda onde sem-terra foram atacados negociaram desapropriação - Jornal Brasil em Folhas
Donos de fazenda onde sem-terra foram atacados negociaram desapropriação


Os proprietários da Fazenda Norte América, em Capitão Eneias (MG), já negociaram por duas vezes com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a venda da fazenda ao Estado para fins de assentamento. As tratativas ocorreram em 2002 e 2004, mas, por motivos diferentes, a venda não se concretizou em nenhuma das ocasiões.

No último domingo, a fazenda foi palco de um ataque armado a 300 trabalhadores rurais sem terra acampados na área.

Segundo o Incra, em 2002, os proprietários não concordaram com os valores oferecidos pela União. Já em 2004, após nova oferta, houve acordo. No entanto, a transação não evoluiu porque o imóvel da sede da fazenda encontrava-se hipotecado pelo Banco do Brasil. Desde então, não houve retomada das conversas.

Ontem (10), a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados abriu procedimento para apurar as circunstâncias do ataque aos sem-terra. Sete pessoas foram baleadas: três precisaram ser hospitalizadas, uma delas passou por cirurgia. As outras quatro foram atingidas apenas de raspão, incluindo uma criança de 10 anos.

A ocupação da fazenda pelos sem-terra teve início em janeiro deste ano. Eles alegam que a propriedade de 3 mil hectares era improdutiva. Os donos da fazenda negam e garantem que desenvolvem exploração agrícola irrigada por pivô central e realizam atividade de inseminação artificial in vitro. Também afirmam que há mil bovinos e 600 equinos nas terras.

Investigações

De acordo com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Leonardo Andrade, um dos donos da fazenda, convidou os agricultores acampados para uma reunião. Por volta de 7h30, quando se dirigiam ao encontro, os trabalhadores teriam sido surpreendidos por cerca de 10 pistoleiros na carroceria de um veículo Hilux. As vítimas dizem que a emboscada foi organizada por Andrade.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. No dia do episódio, a Polícia Militar apreendeu na fazenda armas e munições. Dois funcionários flagrados escondendo um revólver e cartuchos foram presos e autuados por porte ilegal de arma.

A mãe de Leonardo Andrade, Márcia das Graças Andrade, divulgou nota ontem informando que a fazenda foi comprada pelo marido há mais de 10 anos e negou que a família tenha praticado qualquer ato violento.

No dia 21 de fevereiro, a reintegração de posse da Fazenda Norte América foi determinada por decisão judicial em caráter liminar. A Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais recorreu em favor dos sem-terra, mas o desembargador Roberto Soares de Vasconcellos Paes indeferiu o pedido e manteve a liminar.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212