Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


21 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 BM mantém previsão de crescimento para China: 6,5% em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
BM mantém previsão de crescimento para China: 6,5% em 2017


O Banco Mundial (BM) assegurou nesta quinta-feira que mantém sua previsão de crescimento de 6,5% para a China em 2017 e de esfriamento moderado nos dois anos seguintes, dentro da mudança de modelo econômico deste país.

Na apresentação do relatório Atualização econômica de Ásia Oriental-Pacífico, o economista chefe do BM para a região, Sudhir Shetty, mostrou seu convencimento de que Pequim conseguirá abordar os principais riscos que ameaçam sua economia.

No relatório se adverte do problema da dívida corporativa no gigante asiático, cujas empresas, especialmente as estatais, fecharam 2016 devendo o equivalente a 170% do PIB, segundo dados de organismos internacionais.

A instituição recomenda a Pequim que enfrente este problema mediante a reestruturação das corporações estatais e lembra a importância de endurecer leis sobre o sistema bancário paralelo e de abordar o crescente endividamento hipotecário nos lares.

O BM prevê que a economia chinesa continuará moderando seu crescimento para 6,3% em 2018 e 2019, graças às políticas governamentais contra o excesso de capacidade e a expansão do crédito.

Apesar disso, Shetty avisou sobre os riscos que representaria para a região um esfriamento mais brusco.

As previsões no setor imobiliário são de esfriamento após as restrições legais no mercado para evitar o rompimento de uma bolha.

Por outro lado, se espera que as exportações aumentem de forma moderada após dois anos de quedas.

Além disso, o estudo assegura que a aposta do Governo por mudar o modelo econômico para que seja menos dependente de seu setor externo e dos investimentos públicos, centrando seu crescimento no consumo interno bem como na sustentabilidade, continuará dando seus frutos a uma velocidade gradual.

No entanto, ressalta também os riscos internacionais, como a incerta política comercial de China após Donald Trump assumir a presidência de Estados Unidos

 

Últimas Notícias

Inep divulga resultado do Enem
Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
Parlamento venezuelano aprova acordo para entrada de ajuda humanitária
Imigrantes hondurenhos sofrem com obstáculos para passagem de caravana
Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212