Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 8 ações renovam mínimas históricas em dia de sell off; mas outras 4 atingem máximas - Jornal Brasil em Folhas
8 ações renovam mínimas históricas em dia de sell off; mas outras 4 atingem máximas


SÃO PAULO - O forte sell off visto na Bovespa nesta quinta-feira (11) teve reflexos não só no Ibovespa como um todo, mas também em diversas ações, com muitas renovando mínimas históricas. Apesar do cenário bastante negativo, outras três companhias viram seus papéis atingirem máximas históricas.

Entre as outras ações que fazem parte do benchmark da Bolsa e renovaram mínimas estão a Tim (TIMP3, R$ 5,68, -5,33%), com o menor valor desde 21 de maior de 2010, além da Cielo (CIEL3, R$ 28,10, -7,90%), mínima desde 28 de março de 2014. Já a Qualicorp (QUAL3) atingiu seu menor nível desde 29 de agosto de 2011 ao fechar em R$ 12,26, com perdas de 2,85%.

Duas ações que tiveram um ótimo desempenho no ano passado também estão na lista das que renovaram mínimas: a Lojas Renner (LREN3, R$ 16,02, -1,42%), com seu menor fechamento desde 10 de março de 2015; e a Fibria (FIBR3, R$ 38,30, -0,78%), atingindo sua mínima desde 21 de julho de 2013.

Já fora do Ibovespa, a Arezzo (ARZZ3, R$ 18,00, -3,49%) atingiu seu menor fechamento desde 11 de outubro de 2011, enquanto a Tecnisa (TCSA3, R$ 2,13, -4,91%) renovou seu menor patamar desde 3 de março de 2009. Completando as empresas com recordes negativos está a Technos (TECN3, R$ 2,80, -3,78%), que atingiu sua mínima histórica.

Por outro lado, uma ação renovou máxima histórica: Ourofino (OFSA3), que subiu 1,92%, atingindo R$ 41,99. No mês a ação já subiu 16,64%, enquanto no ano os ganhos são de 20,01%. Já a Time For Fun (SHOW3, R$ 3,80, +3,83%) renovou seu maior nível desde junho de 2015. Completando as ações em alta ficaram a Restoque (LLIS3, R$ 4,32, +7,20%) e a Unipar Carbocloro (UNIP6, R$ 4,43, +3,02%), ambas renovando suas máximas desde 18 de agosto do ano passado.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212