Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Eurogrupo diz que bancos da região estão em situação melhor - Jornal Brasil em Folhas
Eurogrupo diz que bancos da região estão em situação melhor


O setor bancário da zona do euro está em uma situação melhor do que há alguns anos, afirmou, nesta quinta-feira, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, no momento em que os valores desabam nas bolsas.

Creio que na zona euro, estruturalmente, estamos em uma situação melhor do que há alguns anos, e isso também vale para nossos bancos, declarou.

As bolsas europeias despencavaam pela manhã nesta quinta-feira, com quedas que chegavam a superar os 3% e que eram abismais no setor bancário em particular, por preocupações devido aos preços de petróleo e a situação da economia mundial.

A deterioração parecia incontrolável no setor financeiro, que via seus índices estancados há várias semanas. Nesta quinta-feira, a área registrava fortes perdas que superavam para alguns, como no caso do grupo bancário francês Société Générale, mais de 10%.

É um terremoto bancário, afirmoua mídia alemã.

O Deutsche Bank, o primeiro banco alemão, voltou a cair, apesar do fôlego que tomou na quarta-feira, quando seus títulos chegaram a subir em 16% por rumores sobre uma operação de recompra da dívida.

Interrogado sobre este caso, Dijsselbloem desistiu de se pronunciar e afirmou que não tinha uma opinião sobre bancos individualmente.

Sabemos que os mercados sobem e descem. Acredito que há um pouco de exagero dos mercados, disse o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schauble, ao chegar à reunião de ministros em Bruxelas, sem comentar as inquietudes que cercam o Deutsche Bank.

O comissário europeu de Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici, estimou que a economia europeia é uma economia sólida, tanto a economia real como a situação dos bancos.

No conjunto, vemos que o sistema bancário europeu é muito mais sólido do que no passado, devemos ter confiança, acrescentou, atribuindo as turbulências nos mercados aos riscos externos, como o das perspectivas econômicas da China.

Existe um ambiente econômico mais complicado do que há seis meses, estimou o ministro de Finanças espanhol, Luis de Guindos. A volatilidade (nos mercados) começou no verão (do hemisfério norte), quando as bolsas chinesas caíram, declarou, apontando também para a desaceleração do crescimento econômico dos emergentes.

A capacidade de resposta da política monetária é reduzida, acrescentou. Com o intuito de impulsional o crescimento, o Banco Central Europeu baixou a zero seus tipos de interesse e lançou uma operação de compra massiva da dívida.

Os investidores, que no momento de turbulência nos mercados buscam valores seguros, concentram-se, há algumas semanas, na dívida alemã e francesa, cujas taxas baixam novamente, deixando de lado a dos países do sul da Europa, que registram um constante aumento.

Nesta quinta-feira, a tensão se concentrou na taxa da Grécia, que superou o limiar de 11%, e na de Portugal, que subiu para mais de 4%.

Os ministros de Finanças devem nesta quinta-feira dar um veredito sobre o orçamento do governo português, que a Comissão considerou não estar em contradição com o Pacto de Estabilidade e Crescimento, embora não esteja em conformidade com os objetivos que fixa, como um déficit de no máximo 3% do PIB e uma dívida inferior a 60%.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212