Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


14 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Zika: Técnico de campeã olímpica quer preparação fora do Brasil - Jornal Brasil em Folhas
Zika: Técnico de campeã olímpica quer preparação fora do Brasil


O treinador de Jessica Ennis-Hill, atual campeã olímpica de heptatlo, pediu para que a reta final da preparação dos atletas britânicos para os Jogos do Rio-2016 seja realizada fora do Brasil por causa da epidemia do vírus zika.

Os treinadores são responsáveis pela saúde dos atletas, e eu não incentivaria ninguém a ir para lugares onde existem riscos a longo prazo, declarou Toni Minichiello, em entrevista ao jornal inglês The Times.

O técnico de Ennis-Hill ainda explicou que pretende abordar o assunto com Neil Black, diretor de desempenho da equipe olímpica britânica.

Precisamos encontrar um local de treinamentos que minimiza os riscos, o que significa que deveríamos chegar ao país o mais tarde possível, insistiu.

A preparação da equipe britânica está prevista para acontecer na região de Belo Horizonte, nas instalações do Centro Esportivo Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Minas Tênis Clube.

Apesar das preocupações de Minichiello, um porta-voz do Comitê Nacional Olímpico da Grã-Bretanha (BOA) deixou claro que o planejamento não sofreu mudanças, tanto para os Jogos quanto para a preparação.

Jessica Ennis-Hill, de 30 anos, conquistou a medalha de ouro em casa, em Londres-2012, e se sagrou campeã mundial em Pequim, em agosto, depois de passar mais de um ano fora devido ao nascimento do filho Reggie.

Na terça-feira, o presidente do Comitê Olímpico Queniano (NOCK),Kipchoge Keino, deixou entender que os atletas podem ficar fora dos Jogos.

Se a situação em relação ao vírus zika for grave, não participaremos dos Jogos. A saúde dos nossos atletas é mais importante do que os Jogos (...). Mas, se não for tão perigoso assim, iremos para o Rio, afirmou o dirigente em declarações publicadas no jornal The Standard.

Vamos aguardar até o último minuto para tomar nossa decisão. Estamos nos baseando nos dados sanitários fornecidos de organizações baseadas no Rio para termos o máximo de informações possíveis, completou.

Na segunda-feira, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) negou ter orientado os atletas americanos a não participar dos Jogos.

 

Últimas Notícias

Nordeste perdeu 1 milhão de trabalhadores no campo de 2012 para 2017
IBGE prevê em 2019 safra de grãos 0,2% menor que a de 2018
Safra de grãos pode chegar a 238,3 milhões de toneladas, diz Conab
Banco do Brasil tem lucro de 14,3% no terceiro trimestre
Percentual de inadimplentes recua em outubro, diz CNC
Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco
Leonardo de Morais toma posse na presidência da Anatel
Natal deve movimentar R$ 53,5 bilhões na economia do país, prevê SPC

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212