Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Mais 650 escrituras serão entregues na Região Noroeste de Goiânia - Jornal Brasil em Folhas
Mais 650 escrituras serão entregues na Região Noroeste de Goiânia


O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), entrega nesta quinta-feira, dia 27, a partir das 8 horas, mais 650 escrituras na Região Noroeste de Goiânia pelo programa de regularização fundiária do Estado Casa Legal – Sua Escritura na Mão. São 369 escrituras do Bairro Jardim Curitiba, 116 escrituras do Boa Vista e 165 escrituras da Vila Mutirão.

A famílias beneficiadas foram convocadas por meio de cartas entregues de casa em casa. O evento será no Centro Comunitário do Jardim Curitiba (etapa 3), que fica na Rua JC-62 com Rua JC-54 – APM33. O presidente da Agehab, Luiz Stival, participará do evento.

A Agehab empreende o trabalho de regularização em 13 bairros na Região Noroeste da capital com o Casa Legal, criado em 2011 pelo governador Marconi Perillo para promover a legalização de bairros e escrituração de imóveis implantados em áreas de domínio do Estado. A iniciativa resgata uma dívida histórica com os moradores desses bairros que aguardam há décadas pela segurança da escritura.

Os primeiros bairros da região aguardavam pela regularização há cerca de três décadas. Desde a criação do Casa Legal, já foram entregues na região mais de 10 mil escrituras, regularizando a situação de famílias como a da costureira Marta Rosa de Jesus, 57 anos, moradora do Jardim Curitiba, que já recebeu seu documento.

Marta lembra das condições precárias que muitos moradores enfrentaram para garantir o sonho da casa própria na região. “O início do Marta RosaJardim Curitiba foi muito difícil, aqui era tudo mato. Já vieram muitos benefícios, mas para mim o mais valioso é a escritura. A gente sabe que é dono. Antes, eu não me sentia assim”, comemora. A família da auxiliar de limpeza Josefa Lopes da Silva, 49 anos, e o mecânico industrial Francisco de Assis da Silva, 61, também estão entre as que já receberam os documentos e hoje desfrutam da segurança jurídica da posse de sua moradia definida pela escritura.

Josefa e Francisco foram os primeiros do bairro a receber oficialmente o documento, em evento realizado no final de 2015, quando subiram ao palco para receber a escritura das mãos do governador Marconi Perillo, que resgata o compromisso de nenhum morador sem escritura na região. Comemorando muito, Josefa contou que realizou três grandes sonhos em sua vida. Cearense que morava em São Paulo, o primeiro foi se mudar para Goiânia. O segundo foi formar a filha na faculdade. O terceiro sonho realizado foi receber a escritura.

As novas famílias que recebem seus documentos nesta quinta-feira fazem parte de grupos remanescentes dos respectivos bairros, cujos processos ainda estavam em andamento. No Jardim Curitiba, a Agehab realiza ainda o processo chamado de regularização fundiária plena. Além das escrituras, a população local recebeu ainda uma série de benefícios que melhoraram a infraestrutura comunitária, como Centro de Educação Infantil (CMEI), duas praças de esporte e lazer e o Centro Comunitário, que recebe o evento desta semana. Entre os bairros da região beneficiadas, além do Jardim Curitiba (1 e 4), Vila Mutirão (1 a 3) e Boa Vista, estão ainda o São Domingos, Floresta, Primavera, São Carlos e Vitória.

Segundo o presidente da Agehab, Luiz Stival, desde 2011 a administração Marconi Perillo vem realizando um trabalho exemplar na área de regularização fundiária urbana que chama a atenção do País, com vários prêmios conquistados pela Agência. “Esse trabalho foi iniciado pelo ex-presidente da Agência, Marcos Abrão, que ajudou o governador a implantar um dos mais exitosos programas de regularização de interesse social. São milhares de famílias beneficiadas. Esse programa promove inclusão social de forma plena”, frisa Stival, destacando que o governador atua com muita ousadia e determinação para melhorar as condições e a qualidade de vida das famílias que mais precisam.

Casa Legal
Com a maior concentração de moradias em domínio do Estado em processo de regularização, Goiânia tem atualmente mais de 24 mil imóveis em processo de regularização, em 20 bairros atendidos. Além da Região Noroeste, o Casa Legal tem atuação também na Chácara do Governador, Madre Germana 2, Parque Atheneu, Parque Anheguera (1 e 2), Setor Sul e Jardim Europa.

Em todo o Estado já são 52 municípios atendidos com o programa para legalizar 104 bairros e escriturar mais de 47 mil imóveis implantados em áreas de domínio do Estado. Um total de 17,5 mil famílias já receberam suas escrituras pelo processo feito de forma gratuita para famílias originárias dos conjuntos habitacionais e aquelas que se enquadram na faixa de renda de habitação de interesse social. Outros 30 mil processos estão em andamento na Agehab.

Considerado o melhor programa de regularização fundiária do Brasil, o Casa Legal já recebeu diversos prêmios, entre o Prêmio Lúcio Costa de Mobilidade, Saneamento e Habitação da Câmara Federal, concedido em 2015. Em 2013, o programa foi premiado pela Associação Brasileira de Cohabs (ABC), com o Selo de Mérito, como melhor programa de regularização fundiária do Brasil, feito repetido no ano passado, na categoria trabalho social por ações desenvolvidas no Jardim Curitiba.

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212