Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Cai o índice de mortalidade no trânsito em Goiás - Jornal Brasil em Folhas
Cai o índice de mortalidade no trânsito em Goiás


Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI), coordenado pela Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), registrou uma redução de 4.5 pontos na taxa de mortalidade no trânsito no Estado. A queda foi a quarta maior no ranking nacional, atrás apenas de Mato Grosso do Sul (7.2), Rio de Janeiro (5.6) e Amazonas (5.5). Na média nacional a diminuição foi de 3.4.

Em 2015, foram 27.7 mortes para cada 100 mil acidentes de trânsito em Goiás, antecipando a meta estipulada pelo GMCI para 2016. Dessa forma, o governador Marconi Perillo determinou novas metas, menores que as estipuladas anteriormente. Assim, o objetivo é baixar essa taxa para 24 mortes por grupo de mil, este ano. Anteriormente, a taxa estimada era de 27 por 100 mil.

Os dados foram apresentados pelo presidente do Detran, Manoel Xavier, ao governador Marconi Perillo, na manhã desta quarta-feira, dia 26, em reunião na Sala de Situações do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. Também estiveram presentes no encontro os secretários de Segurança Pública, Ricardo Balestreri; do Desenvolvimento, Francisco Pontes, e a superintendente Executiva de Planejamento da Segplan, Paula Amorim, que representou o secretário Joaquim Mesquita no evento, além de outros auxiliares do Governo.

Embora tenha aplaudido a redução do número de mortes em acidentes de trânsito em Goiás, nos últimos anos, o governador Marconi Perillo manifestou-se preocupado e determinou mais empenho de sua equipe para melhorar esse índice, investindo mais em campanhas de conscientização de motoristas e fazendo cumprir as leis de trânsito. “A redução apresenta o resultado de um esforço, mas não podemos nos satisfazer com ela. A taxa de Goiás é deprimente”, disse.

Manoel Xavier, do Detran, citou que em Goiás apenas três municípios – Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia – respondem aproximadamente por 40% dos obtidos no trânsito. Goiânia ocupa a 6ª posição em valores absolutos entre as capitais mais violentas no trânsito.

Pelo levantamento realizado pela equipe da força-tarefa do GMCI, em parceria com a Consultoria Marcoplan, os dias da semana que mais ocorrem acidentes fatais em Goiânia são nos sábados, domingos e quintas e sextas feira. O horário pico é entre as 17 e 20 horas. “Temos de encontrar soluções criativas para intensificar a fiscalização nesses períodos sem causar muitos transtornos no trânsito, já que são horários de muito fluxo”, disse.

Diante desses dados, o governador Marconi Perillo sugeriu que o Detran e a Secretaria de Segurança Pública intensifiquem as atuações ostensivas nos trânsitos das cidades, como as baladas responsáveis, dentro do programa Trânsito com Vida, desenvolva campanhas educativas nas escolas e a expansão da municipalização do trânsito. O comandante geral da Polícia Militar de Goiás, coronel Divino Alves, afirmou que a universalização do uso de tablets nas viaturas da corporação auxiliará muito a fiscalização.

Por sua vez, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Carlos Helbinger Júnior, informou que foram adquiridos novos veículos de resgate, o que agilizará o atendimento às vítimas de acidentes. Já o delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, Álvaro Cássio, afirmou que a Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict) instituiu o plantão 24 horas para atendimento de casos que envolvam mortes no trânsito na Região Metropolitana de Goiânia.

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212