Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Positivo lança primeiro notebook com marca Vaio por R$ 2,7 mil - Jornal Brasil em Folhas
Positivo lança primeiro notebook com marca Vaio por R$ 2,7 mil


São Paulo, 21 (AE) - A empresa japonesa de computadores Vaio voltou a vender notebooks no Brasil, em parceria com a Positivo. O primeiro modelo, chamado de Fit 15F, chegará às lojas com preço a partir de R$ 2.700. Outros dois modelos de notebooks devem chegar em janeiro, mas as empresas ainda não estabeleceram preço, devido à alta do dólar.

A Vaio, que era uma marca da Sony até fevereiro de 2014, foi vendida para o fundo de investimentos Japan Industrial Partners. Desde então, a empresa deixou o mercado internacional e comercializava seus produtos apenas no Japão. Dados da consultoria Euromonitor mostram que a Vaio tem atualmente apenas 1% do mercado de PCs no Japão, já que o foco são os produtos premium.

Com a volta ao mercado global, o foco permanece nos notebooks com design mais fino e leve, com processadores de última geração e preços bem acima da média do mercado. De acordo com o diretor da Vaio no Brasil, Daniel Bergman, os produtos da marca lançados aqui vão disputar mercado com o Macbook Air e Macbook Pro, notebooks fabricados pela Apple.

Com a parceria com a Vaio, anunciada em agosto deste ano, a Positivo tenta alcançar um público com maior poder aquisitivo. A empresa brasileira se fortaleceu no mercado interno por desenvolver dispositivos com preços mais acessíveis e voltados para a classe média. Os equipamentos Vaio são complementares ao portfólio de produtos da nossa empresa, disse o presidente da Positivo, Hélio Rotenberg.

O Vaio Fit 15F tem tela de 15,6 polegadas e usa processadores Intel Core de quinta geração, além de sistema operacional Windows 10. O dispositivo vem com até 8 GB de memória RAM, 1 TB de armazenamento interno, saída HDMI e tecnologia USB que permite carregar outros aparelhos, como celulares e tablets, mesmo se o notebook estiver desligado. Segundo a empresa, o design é inspirado nas porcelanas orientais e tem acabamento preto e branco.

Os computadores são produzidos no País pela Positivo, enquanto o desenvolvimento dos modelos fica por conta dos engenheiros da Vaio. Segundo Rotenberg, não foram necessárias modificações na fábrica, localizada na zona franca de Manaus, para produzir os equipamentos. A Positivo também será responsável pelo marketing, suporte e pós-venda dos produtos Vaio no Brasil.

Mercado

A novidade da Positivo chega em um período de retração do mercado de PCs. De acordo com dados da consultoria IDC, a venda de PCs caiu 38% no segundo trimestre de 2015, em relação ao mesmo período do ano passado. No caso dos notebooks, a queda foi de 37%, com pouco mais de 1 milhão de notebooks vendidos.

A crise do mercado de PCs teve impacto na receita da Positivo, que caiu 23,3%, para R$ 904 milhões, no primeiro semestre deste ano. Neste período, a empresa registrou prejuízo de R$ 28 milhões. No mesmo período de 2014, a empresa havia registrado lucro de R$ 4,5 milhões.

 

Últimas Notícias

Frédéric Lamotte é o novo diretor geral da CA Indosuez Wealth (Miami) e responsável Global da região das Américas
A ACIRLAG chega para impulsionar o setor econômico da região Leste de Aparecida
John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212