Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Lançamento de projétil não identificado de Pyongyang colocou Moscou em alerta - Jornal Brasil em Folhas
Lançamento de projétil não identificado de Pyongyang colocou Moscou em alerta


A Coreia do Norte lançou neste domingo (14) um míssil não identificado a partir do norte de Pyongyang, provocando apreensão e reações da comunidade internacional. O projétil viajou cerca de 700 quilômetros em direção ao Japão e caiu no mar ao leste da península coreana, informou a agência estatal da Turquia, Anadolu .
O novo exercício militar da Coreia do Norte foi verificado inicialmente pelos vizinhos do sul, onde foi convocada uma reunião de emergência entre as autoridades de defesa nacional. Essa é a primeira vez que o novo presidente da Coreia do Sul, o recém-eleito Moon Jae-in , encara atividades intimidatórias promovidas pelo governo do ditador norte-coreano Kim Jong-un.
A Coreia do Sul não foi a única a se incomodar com o lançamento de mais um míssil pelos norte-coreanos. Embora tenha sido lançado em direção ao Japão, o projétil – que até o momento imagina-se ser um míssil balístico – caiu ainda mais perto da Rússia do que dos japoneses (a 500 quilômetros do território russo).

Putin e Trump

O sistema russo de segurança contra mísseis divulgou nota logo após a queda do projétil no mar informando que registrou a atividade norte-coreana e acompanhou a trajetória do míssil durante 23 minutos até que a possibilidade de riscos ao território russo fosse descartada.
A situação militar envolvendo Kim jong-un e o presidente russo, Vladimir Putin, gerou reação imediata por parte do presidente americano, Donald Trump. A Casa Branca divulgou comunicado cobrando “fortes sanções internacionais contra Pyongyang.
“Com o míssil passando tão perto do território russo – de fato, mais perto da Rússia do que do Japão – o presidente Trump não pode imaginar que os russos estejam satisfeitos”, diz a nota da Casa Branca.
A tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte têm crescido exponencialmente desde que Trump assumiu o governo americano. O clima hostil entre Washington e Pyongyang se dá devido aos testes militares e suposto arsenal nuclear dos norte-coreanos. A tensão cresceu também com o episódio da morte do irmão de Kim Jong-un. O ditador acusa os americanos de terem envolvimento com o assassinato.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212