Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Dez de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Jogos brasileiros chegam aos consoles - Jornal Brasil em Folhas
Jogos brasileiros chegam aos consoles


São Paulo, 14 (AE) - Uma nova geração de jogos brasileiros está chegando aos principais videogames do mercado, o Xbox One (Microsoft) e o PlayStation 4 (Sony). A nova safra de games desenvolvidos em território nacional inclui títulos como Chroma Squad, no qual um grupo de dublês se rebela contra seu estúdio e produz um seriado de robôs gigantes japoneses, e Horizon Chase, um jogo de corrida que traz carros velozes correndo pelas ruas de cidades brasileiras como Salvador, Brasília e Niterói.

Por décadas considerada um sonho pelos desenvolvedores de jogos nacionais, a presença nos consoles agora é cada vez mais uma realidade.

Os consoles sempre foram o maior símbolo da indústria de games. Apesar da presença forte dos jogos móveis, é nos consoles que ainda estão os maiores investimentos e faturamentos da indústria de games, explica o diretor de negócios da Aquiris Game Studio, Sandro Manfredini, responsável pelo Horizon Chase.

Lançado em agosto para os celulares da Apple, o jogo de corrida propõe uma volta ao mundo no estilo do clássico Top Gear e deve chegar no primeiro trimestre de 2016 ao PlayStation 4. Jogar um game no console é como assistir a um filme no cinema, resume o diretor da Webcore Games, Philip Mangione. Criado há mais de 15 anos, o estúdio paulistano está produzindo My Night Job, game inspirado nos filmes de terror dos anos 1980, e que sairá para o PS4 no primeiro semestre do ano que vem.

Expostos no estande de PlayStation durante a Brasil Game Show, feira de games que acontece até hoje no Expo Center Norte, em São Paulo, Horizon Chase e My Night Job seguem os passos dos pioneiros Krinkle Krusher, Toren e Aritana e a Pena da Harpia - os dois primeiros chegaram ao PS4 em abril, enquanto Aritana, produzido pela paulistana Duaik Entretenimento, foi o primeiro jogo brasileiro a chegar ao console da Microsoft.

É incrível saber que eu faço parte da história do Xbox One, diz o cofundador do estúdio, Pérsis Duaik. Ele conseguiu chegar ao console da Microsoft com apoio do [email protected], programa de incentivo aos desenvolvedores independentes criado pela empresa em 2014.

Apoio

Mais de 30 desenvolvedores brasileiros fazem parte do [email protected] e pelo menos cinco jogos vão chegar ao Xbox One até o fim do primeiro semestre de 2016. Para o gerente-geral de Xbox no País, Willen Puccinelli, o número mostra que os brasileiros alcançaram um novo estágio na indústria de games. Já conseguimos fabricar os videogames por aqui e deixar os jogos em português. Agora, é hora de mostrar que podemos levar os nossos jogos para fora, diz o executivo.

A Sony, por sua vez, tem um programa de incubação de desenvolvedoras, criado em 2013 para apoiar a produção independente em todo o mundo. Segundo a empresa, mais de 20 empresas no Brasil contam com o kit de desenvolvimento para criar jogos para o PS4. Os jogos independentes renovam a indústria como um todo, explica o gerente de PlayStation para América Latina, Anderson Gracias.

Os dois programas funcionam de forma semelhante: Sony e Microsoft cedem às produtoras brasileiras kits de desenvolvimento - versões dos videogames utilizadas para testes durante a criação dos games - e oferecem apoio para divulgar e certificar o game, o que garante o padrão de qualidade.

O principal apoio do [email protected] é a entrega dos kits, que são difíceis de serem adquiridos sem o suporte do programa, diz um dos criadores do game Unnamed Fiasco, Diego Barbosa. O time de Niterói vai lançar o jogo de mesmo nome no Xbox One e no PC em 2016. O Shiny é o nosso primeiro jogo, e graças ao programa, um clipe do nosso trabalho foi exibido na E3 desse ano, diz o cofundador do estúdio paulistano Garage 227, Rafael Lima. Ele se refere à maior feira de jogos eletrônicos do mundo, realizada em Los Angeles (EUA).

Vitrine

Realizada em São Paulo, a Brasil Game Show, que termina hoje, é uma vitrine para desenvolvedores. É a grande exposição para o público de games no Brasil. Há muito espaço para os blockbusters, mas estar ao lado de um jogo como o Metal Gear Solid V: The Phantom Pain é um privilégio enorme, diz Sandro Manfredini, do game Horizon Chase.

A NOVA SAFRA DE GAMES BRASILEIROS

Horizon Chase

Produzido pela gaúcha Aquiris, Horizon Chase é um game de corrida com inspiração nos jogos da década de 1990, como Top Gear e Outrun. Já lançado para iOS, o jogo vai ganhar suporte para pelo menos dois jogadores quando chegar ao PS4, no primeiro trimestre de 2016. Antes, o jogo deve sair para PCs e Android. Com o multiplayer local, vamos trazer de volta a sensação de sentar no sofá com um amigo, jogar contra ele e ter aquela brincadeira eterna de quem ganhou ou perdeu, diz o diretor de negócios da Aquiris, Sandro Manfredini.

Unnamed Fiasco

Legítimo representante do gênero multiplayer de sofá - ou seja, um game feito para ser jogado com amigos do lado -, Unnamed Fiasco coloca os jogadores em uma arena cheia de personagens divertidos, como uma velhinha de bigode. É um jogo bastante caótico, mas ótimo para uma festa, explica o diretor do game feito em Niterói, Diego Barbosa. Unnamed Fiasco chega até fevereiro de 2016 ao Xbox One, e deve custar entre R$ 20 e R$ 30.

My Night Job

A produtora paulistana Webcore Games existe há mais de 15 anos, mas My Night Job é o seu primeiro grande jogo independente. Com espírito dos antigos games arcade (ou fliperamas) e visual retrô, o game presta uma homenagem aos filmes de terror dos anos 1980 como Sexta-Feira 13 e A Hora do Pesadelo. O desafio aqui é matar a maior quantidade de monstros e conseguir a maior pontuação, como em Tetris ou Space Invaders, explica o diretor criativo do game, Philip Mangione. O jogo deve chegar ao console PS4 no primeiro semestre de 2016.

Shiny

Primeiro jogo da produtora paulistana Garage 227, Shiny tem inspiração futurista e tem previsão de lançamento para o primeiro trimestre de 2016, para Xbox One, PC e PS4. Shiny conta a história de um robô que precisa percorrer diversas fases para salvar os seus amigos robôs, explica o cofundador da empresa, Rafael Lima, que faz parte do programa de apoio da Microsoft, o [email protected]

 

Últimas Notícias

Instituições financeiras reduzem previsão de déficit primário em 2018
Valor do seguro obrigatório cairá 63,3% em 2019
Eletrobras: suspensão de leilão se estende a Amazonas Energia
BNDES voltará a subscrever ações de empresas
Juros do cheque e empréstimo pessoal em 2018 foram menores que em 2017
São Paulo fecha ano com 9,9 milhões de empregos formais no comércio
Governo libera 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais
BNDES fecha o ano com desembolsos de R$ 71 bilhões

MAIS NOTICIAS

 

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 36 milhões
 
 
Câmara aprova incentivos fiscais a Sudene, Sudam e Centro-Oeste
 
 
Governadores discutem hoje segurança pública; Moro deve participar
 
 
Doria diz a Moro que estados precisam de recursos para a segurança
 
 
João de Deus afirma estar à disposição da Justiça
 
 
CGU recupera R$ 7,23 bilhões para os cofres públicos este ano

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212