Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


18 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Paraíso do Tuiuti tem estrutura para voltar ao Grupo Especial, diz presidente - Jornal Brasil em Folhas
Paraíso do Tuiuti tem estrutura para voltar ao Grupo Especial, diz presidente


O presidente da Paraíso do Tuiuti, campeã da Série A das escolas de samba do Rio de Janeiro, Jorge Honorato, atribuiu o título ao trabalho unido da diretoria da agremiação e o conjunto do que a Tuiuti apresentou na avenida no sábado de carnaval. “O trabalho foi bem organizado, quem perde é que chora. Nós estamos sorrindo, porque somos campeões”, disse.
paraiso do tuiuti comemora titulo da Série A

Na avaliação dele, a escola, que desfilou com o enredo A Farra do Boi, desenvolvido pelo carnavalesco Jack Vasconcelos, não teve apenas um ponto forte e os pontos foram conquistados da comissão de frente à bateria. O presidente garantiu que a Tuiuti tem estrutura para voltar ao Grupo Especial em 2017. “Vamos começar a trabalhar logo para 2017 depois da comemoração”.

Honorato disse que vai reunir a diretoria com a comissão de carnaval para decidir o enredo do ano que vem, mas já garantiu que, em princípio, não há mudanças na equipe. “Não se muda nada por enquanto. Vamos comemorar. Depois é que vamos ver isso”, disse, agradecendo o trabalho do diretor de carnaval, Leandro Azevedo, por ter atingido o objetivo.

Azevedo conta que faz 16 anos que a escola esperava por este campeonato. “Foi um trabalho muito difícil, muito árduo, com muito sofrimento, de madrugada mas vale a pena pela Paraíso do Tuiuti. “A dificuldade é para todo mundo, mas a força de vontade supera tudo”.

Unidos do Viradouro

O intérprete da Unidos do Viradouro, Zé Paulo Sierra, disse que esperava mais do que o terceiro lugar da escola, mas, ainda assim, achou justo o resultado da Tuiuti, embora não veja com bons olhos a diferença de sete décimos que a campeã teve da segunda colocada, a Unidos de Padre Miguel.
Rio de Janeiro - Integrantes da escola de samba Paraíso do Tuiuti comemoram título do Grupo A, que dá acesso ao Grupo Especial no carnaval de 2017 (Vladimir Platonow/Agência Brasil)

Integrantes da escola de samba Paraíso do Tuiuti comemoram título do Grupo A, que dá acesso ao Grupo Especial no carnaval de 2017 Vladimir Platonow/Agência Brasil

“Eu vi um desfile mais equilibrado. No grupo especial foi de um décimo e a gente não vê tanta diferença assim. Mas faz parte do carnaval. Alguém tem que ganhar e ganhou a Tuiuti. Ano que vem é rever o que houve de errado e fazer um desfile bacana para tentar o acesso novamente”, disse.

O presidente da Acadêmicos do Cubango, Olivier Luciano Vieira, o Pelé, esperava estar pelo menos entre as três primeiras classificadas, mas como isso não ocorreu, agora, é trabalhar para recuperar os pontos perdidos. “A nossa guerra vai continuar. Nós não morremos, estamos na batalha. Perdemos uma luta, mas não perdemos a guerra. Vamos continuar lutando para recuperar a dignidade do carnaval carioca”.

Pelé não concordou com as notas iguais às que a Caprichosos de Pilares recebeu em alguns quesitos. “A única queixa minha é em fantasia e em alegoria, porque a gente não podia tirar uma nota igual a da Caprichosos de Pilares. Eu levei fantasia, não deixei de levar. Eu levei alegoria, não deixei de levar. Então as notas não foram justas em alegoria e fantasia. Deixou de apresentar [a Caprichosos de Pilares entrou na avenida com fantasias e alegorias incompletas] e tirei uma nota igual, então, é melhor também não apresentar porque vou tirar uma nota melhor”, criticou.

Lierj

O presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Lierj), Déo Pessoa, criticou a diretoria da Unidos de Padre Miguel que se retirou do Sambódromo, logo após o resultado da apuração no Sambódromo.“A atitude da escola a gente vai discutir internamente. Isso é feio, falta de prestígio. A gente deu toda a estrutura para eles construírem o carnaval. Isso aqui não é bagunça”, disse.

Segundo o presidente, o regulamento não prevê punições para este tipo de caso. “No regulamento não constava nenhum tipo de punição, porque a gente nunca imagina que uma pessoa ou uma instituição vai ser tão deselegante a este ponto de não aceitar a derrota. A gente está em uma disputa. Erros podem haver, mas a gente tem que saber ganhar e perder”,

Déo Pessoa se ressentiu do esquema de ascensão das escolas da Série A para o Grupo Especial. Na avaliação dele, não deveria ter apenas uma vaga. “Se nós tivéssemos duas ou três escolas subindo ao Especial, a gente teria as que estavam bem cotadas pelo ranking do que foi apresentado aqui no sábado, mas infelizmente é só uma e vai ter sempre as demais reclamando a perda do resultado”, contou.

O presidente acrescentou que já levou a reivindicação à Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), responsável pelo Grupo Especial, mas ponderou que para isso ocorrer é preciso que as escolas da Série A estejam melhor estruturadas.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212