Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Apr de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 China diz que iniciativa para infraestrutura na Eurásia é projeto do século - Jornal Brasil em Folhas
China diz que iniciativa para infraestrutura na Eurásia é projeto do século


Em seu discurso de abertura no Fórum do Cinturão e da Rota para a Cooperação Internacional (Belt and Road Forum for International Cooperation, em inglês), neste domingo (14), o presidente chinês Xi Jinping disse que a iniciativa proposta pela China de promover investimentos em infraestrutura em países da Ásia, Europa e África que integram o trajeto da milenar Rota da Seda, é um “projeto do século” que vai beneficiar as pessoas em todo o mundo.

A iniciativa chinesa visa promover uma rede de infraestrutura, comércio e cooperação econômica ao longo dos mais de 60 países que compõem o que Pequim pretende estabelecer como uma Nova Rota da Seda, revivendo no século 21 as rotas milenares que conectavam o Ocidente e o Oriente.

O evento em Pequim, que começou hoje (14),e conta com a presença de quase 30 chefes de Estado e de governo é o mais importante desde que a iniciativa Um Cinturão, Uma Rota (One Belt, One Road) foi lançada em 2013 pelo presidente Jinping.

O fórum tem por objetivo construir uma agenda comum e acordos de cooperação para aumentar o investimento em projetos de infraestrutura em países da Ásia, da Europa e da África.

Investimentos

O presidente Xi anunciou que a China fará uma contribuição adicional de cerca de US$ 14,5 bilhões para o Fundo da Rota da Seda, criado em 2014 para apoiar obras de transporte, telecomunicações e energia, cujo capital inicial era de US$ 40 bilhões.

Dois bancos chineses estabelecerão esquemas de financiamento especial com valor total de US$ 55,1 bilhões para apoiar os projetos de cooperação do Cinturão e da Rota, segundo Xi. A China também prometeu destinar US$ 8,7 bilhões aos países em desenvolvimento e às organizações internacionais que participam da iniciativa.

Apesar de a proposta estar originalmente focada na Eurásia e na África, Xi afirmou que outras regiões do mundo estão convidadas a participar da iniciativa. O líder chinês defendeu a integração dos mercados, a abertura comercial e o fortalecimento do sistema multilateral mundial. com o objetivo de diminuir a desigualdade social, promover o desenvolvimento e aumentar a segurança e a paz internacionais.

Nova postura

“Devemos instaurar uma nova postura nas relações internacionais, de mútua cooperação e benefícios compartilhados”, disse Xi Jinping. “Este é um caminho de abertura para o mundo e não de isolamento”, afirmou o presidente, enfatizando que a comunidade internacional deve procurar resolver os conflitos por meio do diálogo.

Xi destacou que a China não tem a intenção de interferir nos assuntos internos de outros países ou impor sua vontade a outras nações com a nova iniciativa. “Não queremos criar um pequeno grupo de amigos em detrimento da estabilidade [mundial]”, acrescentou.

*A repórter viajou a convite do Centro de Imprensa China-América Latina e Caribe

 

Últimas Notícias

Time Correios Brasil é convocado para Sul-Americano 14 anos
José Eliton e Gilberto Marques fortalecem parceria entre Executivo e Judiciário
Jurista Joaquim Falcão é eleito para a ABL
PL que prevê fiscalização conjunta em operações bancárias é aprovado
Conselho de Ética da Câmara arquiva processo contra Érika Kokay
Dia do Índio é marcado por apelos no Senado
Decreto autoriza estudos para privatização da Eletrobras
Não vejo conflito ético, diz Parente sobre indicação para BRF

MAIS NOTICIAS

 

Miguel Díaz-Canel se prepara para substituir Raúl Castro em Cuba
 
 
Dividido, Conselho de Segurança da ONU buscará convergência em fazenda sueca
 
 
Piloto que pousou avião de emergência virou heroína nos EUA
 
 
TRF4 nega a Lula último recurso em segunda instância
 
 
Polícia faz busca e apreensão na Porsche e na Audi por Dieselgate
 
 
Aviões americanos ainda podem sobrevoar a Rússia, diz Moscou

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212