Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Chavismo marchará em Caracas em meio a violência que já deixou 51 mortos - Jornal Brasil em Folhas
Chavismo marchará em Caracas em meio a violência que já deixou 51 mortos


O chavismo marchará nesta terça-feira em Caracas em rechaço ao aumento da violência nos protestos contra o presidente Nicolás Maduro, que deixaram 51 mortos em oito semanas, e que a oposição atribuiu a uma selvagem repressão por militares e policiais.

Convoco todo o povo da Venezuela em massa para ir às ruas com a bandeira tricolor da paz, da tolerância e do amor [...]. Convoco a grande marcha da paz, chamou Maduro no domingo passado durante seu programa semanal na emissora estatal VTV.

A mobilização oficialista ocorre depois de mais um dia de manifestações opositoras que acabou em confrontos.

As tensões aumentaram no estado de Barinas, onde três pessoas morreram na segunda-feira feridas por tiros, confirmou a Procuradoria.

Também houve comércios saqueados e instituições públicas incendiadas, denunciou o vice-presidente Tareck El Aissami.

Maduros e funcionários do governo de alto escalão acusam os dirigentes da coalizão Mesa da Unidade Democrática (MUD) de atos de terrorismo para desencadear um golpe de Estado.

Não temos uma oposição. Temos forças contrarrevolucionárias. Estamos enfrentando uma oposição terrorista, insistiu na segunda El Aissami.

Segundo o Ministério Público, os protestos já deixam 51 mortos e milhares de feridos. Enquanto isso, a organização de direitos humanos Fórum Penal denuncia 2.660 prisões desde 1º de abril, com 161 detenções ordenadas por tribunais militares.

Maduro começou a falar nos últimos dias de uma corrente nazi-fascista que, sustenta, cresce na oposição. Assegurou há uma semana que os chavistas são os judeus do século XXI.

A oposição não está disposta a voltar atrás. Na quarta-feira voltaremos às ruas. Isso vai continuar? Sim, isso vai continuar pelos que morreram [...] e pelas crianças que morrem pela falta de antibióticos, disse na segunda-feira o deputado opositor José Manuel Olivares.

Nesta terça-feira, o Parlamento debaterá sobre o uso desproporcional da força da ordem pública, da tortura, da repressão e dos crimes contra o direito internacional.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212