Assine Brasil em Folhas / Nuvem / Pressreader



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


20 de Sep de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade
 

...

...

 
Notícias
 Crise pode prejudicar saque de FGTS inativo com ou sem queda de Temer - Jornal Brasil em Folhas
Crise pode prejudicar saque de FGTS inativo com ou sem queda de Temer


Decorrente da delação e das gravações entregues pelo empresário Joesley Batista, a crise política que assola o governo Temer pode prejudicar uma das medidas mais propagandeadas da administração atual: a liberação de saque de FGTS inativo. O perigo existe com ou sem uma eventual queda do presidente, que sofre pressão para renunciar e o peso de pedidos de impeachment que chegaram a nove em dois dias.

Publicada no DOU em 23 de dezembro de 2016 e com vigência a partir de 2 de fevereiro deste ano, a Medida Provisória 763/2016 ainda não foi aprovada nos Plenários da Câmara e do Senado. No calendário da Câmara, há previsão de votação de medidas provisórias para as 9 horas desta quarta-feira, 24 - mas, como a crise tem afetado o funcionamento dos plenários, tudo pode acontecer.

Para esta MP, o prazo de vigência com força de lei antes da aprovação, inicialmente de 60 dias, já foi prorrogado ao máximo possível, outros 60: agora, ela tem validade até 1 de junho – mesmo em caso de troca do governo.

Como o calendário original de saques prevê que contribuintes nascidos entre setembro e novembro podem sacar a partir de 16 de junho, e os nascidos em dezembro sacam apenas a partir de 14 de julho, o término da validade da MP afetaria todas as pessoas nascidas após o mês de agosto, de acordo com a professora Ivani Contini Bramante, especialista em Relações Trabalhistas.

Essas pessoas podem não conseguir sacar as contas inativas até 31 de dezembro, que é o que estipula a MP, podendo ter acesso apenas àquelas inativas há 3 anos, como a lei manda, diz a professora. Foi isso que a MP fez, mudou esses 3 anos, então mesmo que não saque agora, a pessoa poderá sacar quando a conta tiver esse período de inatividade, complementa.

Ao mesmo tempo, ela explica, pelo princípio da isonomia, previsto no artigo 5º da Constituição Federal, essa desigualdade no tratamento pode ser legalmente contestada. Contribuintes que, eventualmente, não consigam sacar os valores referentes ao FGTS, podem reclamá-los na Justiça. Isso pode ou não surtir o efeito desejado.

“Cabe ao judiciário julgar. Caso julgue improcedente esse pedido por igualdade, a pessoa fica sem poder sacar esse dinheiro até que a conta do FGTS esteja inativa há 3 anos”, ensina Ivani.

Mesmo havendo a possibilidade de reclamar o pagamento, para pessoas nascidas até setembro o ideal é garantir o saque antes de expirar a MP. Isso porque regra deixa de valer apenas em junho, e não se sabe exatamente como – e se – será dado prosseguimento aos saques depois disso.

Ainda segundo explica a professora, o dinheiro recebido durante a vigência não pode ser retirado das mãos dos contribuintes. “Os atos jurídicos consolidados na vigência da MP são válidos”, garantiu.

Podem sacar dinheiro da conta do FGTS trabalhadores que tenham sido demitidos por justa causa ou pedido demissão até o dia 31 de dezembro de 2015. Essa data foi definida para as contas inativas também por meio da MP.

O que diz o governo

Procurada, a Caixa, responsável pelos saques, informou que “segue as normas da MP 763/2016, que regula o cronograma de pagamento das contas inativas do FGTS” e ressaltou caber “ao congresso apreciar as normas legais” da Medida. Isso significa que só haverá alguma modificação no calendário de saques caso a própria medida seja editada.

Por sua vez, o Ministério do Planejamento enviou o seguinte posicionamento: o Ministério do Planejamento está monitorando a Medida Provisória e trabalhando para que todos os beneficiários, que têm direito ao saque, possam realizá-lo.

 

Últimas Notícias

Centro está preparado para lançamento de foguete após acidente
Cidades brasileiras integram programa de preservação de florestas
MP denuncia ex-marido de corretora assassinada no Rio
Bolsonaro segue estável e internado no Hospital Albert Einstein
Goiás entra para a elite dos Estados mais competitivos do País
Petrobras eleva gasolina em 2 centavos; diesel permanece inalterado
MME faz consulta sobre planejamento da transmissão de energia elétrica
Inadimplência do consumidor subiu 3,63% em agosto

MAIS NOTICIAS

 

Toffoli toma posse hoje na presidência do STF
 
 
Chanceler do Paraguai visita Brasil para negociar construção de pontes
 
 
Indústria recua em oito dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em julho
 
 
Brasil amplia investimento em educação infantil, diz OCDE
 
 
México investiga caso de deputadas forçadas a renunciar
 
 
A série de ataques de 11 de Setembro completa 17 anos

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212