Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Gaúchos escolhem subcomissão para analisar denúncias contra deputado Jardel - Jornal Brasil em Folhas
Gaúchos escolhem subcomissão para analisar denúncias contra deputado Jardel


Os três integrantes da subcomissão que vai analisar as denúncias contra o deputado estadual e ex-jogador do Grêmio, Mário Jardel (PSD), foram definidos hoje (11): Sérgio Turra (PP), Jeferson Fernandes (PT) e Tiago Simon (PMDB) foram indicados pelas bancadas de seus partidos e acolhidos por unanimidade pelos demais membros da Comissão de Ética da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

A subcomissão tem, agora, cinco sessões, prorrogáveis por mais cinco, para avaliar os elementos do caso e ouvir as testemunhas envolvidas. O presidente da Comissão de Ética, deputado Juliano Roso (PCdoB), acredita que a tendência é que haja prorrogação do prazo: “Trata-se do futuro de um parlamentar eleito que está sob investigação. A prorrogação daria mais tranquilidade para investigar e dar ampla defesa ao deputado Jardel”. Roso afirmou que o julgamento de um colega é um momento triste para a política gaúcha, mas se trata de um trabalho que precisa ser feito. Ele lembrou, ainda, da cassação do mandato do ex-deputado Diógenes Basegio (PDT), no ano passado: “Mesmo que essa seja uma casa política, os deputados da Comissão de Ética não estão deixando de cumprir com o seu dever para com o parlamento gaúcho”.

Jardel é investigado na Operação Gol Contra, deflagrada pelo Ministério Público em novembro do ano passado, após denúncia de um dos assessores do deputado. O ex-jogador teria cometido diversos crimes, como desviar recursos da Assembleia e exigir parte dos salários de servidores. Dentre as provas contra ele, estão gravações e escutas telefônicas que comprovariam o esquema.

O ex-atacante foi revelado pelo Vasco e se tornou ídolo do Grêmio, onde atuou nos anos 90. Ele também construiu carreira vitoriosa em clubes europeus, como Porto, Galatasaray e Sporting, mas entrou em declínio a partir de 2003. Em 2008, Jardel admitiu publicamente em um programa de televisão que havia sido dependente de cocaína, mas garantiu que estava curado do vício. Aposentou-se do futebol em 2011 e, em 2014, foi eleito com 41 mil votos para o parlamento gaúcho.

Caso tenha o mandato cassado, Jardel será substituído por outro ex-jogador gremista. O primeiro suplente do PSD para a assembleia gaúcha é Tarciso Flecha Negra, o segundo maior artilheiro da história do Grêmio, que atuou pelo clube nos anos 70 e 80.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212