Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Folhas em decomposição produzem gases do efeito estufa, apontam cientistas - Jornal Brasil em Folhas
Folhas em decomposição produzem gases do efeito estufa, apontam cientistas


Um grupo de cientistas da Universidade de Michigan descobriu que as folhas em decomposição são uma surpreendente fonte de gases do efeito estufa.

Segundo o estudo realizado por estes cientistas e que foi publicado nesta segunda-feira na revista britânica Nature Geoscience, as folhas nesse estado produzem óxido nitroso, um tipo de gás do efeito estufa mais potente que o dióxido de carbono.

Os autores sustentam que esta nova descoberta pode ajudar a aperfeiçoar as previsões de emissões de óxido nitroso (N2O), bem como servir de guia para futuras práticas agrícolas e manejo do solo.

A maior parte do óxido nitroso é produzido dentro de volumes de terra do tamanho de uma colher e estes chamados pontos quentes podem emitir uma grande quantidade de óxido nitroso rapidamente, sustentou a líder do estudo, a cientista Sasha Kravchenko.

Mas, tal e como apontou Kravchenko, a razão da aparição desses pontos quentes confundiu microbiologistas do solo desde que foram descobertos há várias décadas.

A publicação atribui o atraso neste achado ao fato de que, normalmente, os cientistas analisam maiores escalas espaciais e é difícil estudar e etiquetar um campo inteiro como fonte de emissões de gases de efeito estufa quando a fonte se limita a gramas do solo que abrigam folhas em decomposição.

O estudo assegura que mudar a vista dos microscópios binoculares ajudará a melhorar as previsões de emissões de N20 que, tradicionalmente, são 50% exatas.

Além disso, afirma que o potencial sobre o aquecimento global do óxido nitroso é 300 vezes maior que o do dióxido de carbono, e as emissões são em grande medida impulsionada pelas práticas agrícolas.

Um dos coautores do estudo, o diretor do programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração da National Science Foundation, John Schade, manifestou que o trabalho é uma revelação sobre o que impulsiona as emissões do óxido nitroso nas terras agrícolas produtivas.

Necessitamos de estudos como este para guiar a criação de práticas agrícolas sustentáveis necessárias para alimentar uma população humana em crescimento com um mínimo impacto ambiental, concluiu Schade.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212