Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 UE quer abolir nota de 500 euros - Jornal Brasil em Folhas
UE quer abolir nota de 500 euros


Arquivo) Os países da União Europeia querem tirar de circulação a nota de 500 euros, utilizada em operações "desonestas", para financiar o terrorismo e lavar dinheiro, em vez de fazer compras

(Arquivo) Os países da União Europeia querem tirar de circulação a nota de 500 euros, utilizada em operações desonestas, para financiar o terrorismo e lavar dinheiro, em vez de fazer compras

Os países da União Europeia (UE) querem tirar de circulação a nota de 500 euros, utilizada em operações desonestas, para financiar o terrorismo e lavar dinheiro, em vez de fazer compras.

Ela é usada mais para dissimular do que para comprar, declarou o ministro das Finanças francês, Michel Sapin, que participou em Bruxelas de uma reunião com os 28 ministros da UE.

A nota é usada para facilitar transações que não são honestas, insistiu.

Esta opinião foi partilhada pelo ministro espanhol das Finanças, Luis de Guindos, para quem seria muito importante analisar a possibilidade de retirar a nota de 500 euros.

Em nossa opinião, é um instrumento que é usado para lavagem de dinheiro e sua retirada de circulação seria fundamental (...) para a luta contra o financiamento do terrorismo, afirmou.

Os 28 ministros das Finanças elogiaram o plano de ação da Comissão Europeia contra o financiamento do terrorismo apresentado em 2 de fevereiro e pediram uma decisão sobre esta denominação.

Os ministros defenderam nesta sexta-feira restrições adequadas sobre os pagamentos em dinheiro que excedam determinados limites e uma análise com o Banco Central Europeu (BCE) sobre as medidas relativas às notas de elevado valor, particularmente as de 500 euros, tendo em conta a análise da Europol.

A nota de 500 euros representa 3% do dinheiro em circulação e 28% do seu valor, de acordo com estatísticas do BCE.

O diretor do Gabinete Europeu de Luta Antifraude (OLAF), o italiano Giovanni Kessler, que no passado investigou a máfia italiana, defendeu recentemente o fim da sua circulação.

Quando o euro começou a circular em 2002, a Alemanha, apegada à nota de 1.000 marcos, pressionou para manter uma de 500 euros, o equivalente ao seu papel moeda de maior valor. Outros países, como a França, eram contra.

 

Últimas Notícias

Estimativa do mercado para inflação cai pela quarta vez seguida
Autoridades de Cuba anunciam retorno de médicos antes do fim do ano
Guatemala monitora atividades de vulcão que pode ter novas erupções
Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil
Ex-CEO da Nissan é preso no Japão suspeito de reduzir próprio lucro
Governador eleito do Rio promete nova concessão para o Maracanã
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento
Relatório alerta que há 45 barragens sob ameaça de desabamento

MAIS NOTICIAS

 

Morre em Pelotas o criador da camisa canarinho, Aldyr Schlee
 
 
Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina em 2017
 
 
Jungmann e Toffoli anunciam sistema para unificar processos de presos
 
 
Pensamento liberal deve guiar a equipe econômica de Bolsonaro
 
 
Gold3-4 minutosfajn permanecerá à frente do BC até Senado aprovar Campos Neto
 
 
Senado argentino aprova orçamento de 2019 como prometeu ao FMI

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212