Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Comitiva goiana conhece o Inova australiano - Jornal Brasil em Folhas
Comitiva goiana conhece o Inova australiano


O governador Marconi Perillo iniciou a semana de atividades na Oceania com foco no que considera a principal busca do Estado de Goiás na Austrália e Nova Zelândia: apresentar Goiás ao mais jovem dos continentes e propor acordos bilaterais para compartilhamento de projetos e investimentos em tecnologia e modernização. Goiás quer estar entre os estados mais competitivos do Brasil e enxerga na região de Nova Gales do Sul, onde fica a cidade Sydney, a melhor oportunidade de troca de experiências para modernização e ganho de competitividade nos setores da gestão pública e da atividade produtiva.

Acompanhado do presidente da Fieg, Pedro Alves, e de empresários goianos, o governador foi assistir ao lançamento da Central de Inovação de Sydney, um programa semelhante ao Inova Goiás, onde o poder público, as universidades e o setor produtivo vão desenvolver colaboração e ampliar investimentos para pesquisas e desenvolvimento de diversos setores da atividade econômica e social, sempre voltados para o pioneirismo e a competitividade.

Os australianos reuniram os melhores produtores científicos do governo, universidades e empresas no Parque Tecnológico Australiano, onde já estão instalados os principais centros de pesquisa do país. O lançamento do programa de inovação foi comemorado pelo governador Marconi Perillo como uma sinalização de que Goiás está no caminho certo: “Esta busca por inovação é exatamente o que nós pretendemos para Goiás. Já estamos construindo as bases do que chamamos de um novo momento competitivo de nosso Estado e agora queremos buscar a interrelação colaborativa com programas semelhantes em diversos países que investem em inovação e tecnologia”. Para o governador, as empresas do futuro serão atraídas por um ambiente de inovação permanente – muito além de atrativos naturais e incentivos fiscais.

DATA 61
IMG_0306Marconi e comitiva foram conhecer detalhes de processos de automação de serviços governamentais desenvolvidos pelo DATA 61, um instituto de pesquisas avançadas da Austrália que ganhou notoriedade no mundo desenvolvendo tecnologias inovadoras com a conexão wi fi.

Para falar sobre Goiás, o governador foi recebido pelas principais autoridades do Estado de Nova Gales do Sul, onde fica a cidade de Sydney. Foram apresentadas propostas de aproximação com Goiás à diretora do departamento de Comércio Exterior da Austrália, Rhonda Piggot, de quem o governador recebeu promessa de visitar Goiás para “trazer para os australianos mais bases ao incremento de comércio mútuo”. A Austrália se ressente de ter construído quase toda sua base econômica apenas no setor de serviços e fortemente ancorada na economia chinesa. Agora o país busca diversificação comercial.

Também se interessou por conhecer Goiás o ministro da Indústria, Recursos e Energia da Austrália, Anthony Roberts, que, como todo ministro australiano, também é parlamentar e preside na Câmara de Nova Gales do Sul a comissão Parlamentar de Amigos do Brasil. Ele se mostrou impressionado com os números e perspectivas de Goiás que mostram maiores taxas de crescimento e produtividade do que ele conhecia sobre o Brasil. Ao governador Marconi Perillo prometeu ações concretas de aproximação semelhantes à que seu ministério liderou para a entrada de investidores e empresas brasileiras como Embraer, JBS, Tramontina e Ttvus.

A agenda mais importante do dia foi realizada na Casa de Governo de Nova Gales do Sul, onde o indicado pela Rainha da Comunidade Unida, o governador David Hurley, recebeu Marconi e Valéria Perillo com pompas de chefe de estado, ao estilo das comunidades britânicas. A Austrália é independente, mas, como várias ex-colônias britânicas, ainda guarda respeito e submissão à rainha da Inglaterra. David Hurley não decide, mas influencia todo mundo que decide na Austrália. É uma espécie de representante do povo que mantém a monarquia como um símbolo de unidade.

Os maiores resultados, no entanto, vieram do encontro da comitiva goiana com a Austrade, a comissão de comércio do governo sustraliano que revelou a estratégia da Austrália para diminuir sua dependência do mercado chinês: se aproximar da Alemanha, na Europa, e do Brasil, nas Américas.IMG_0570 A Austrade já tem até brasileiros no comando de suas operações comerciais, tamanho interesse em se relacionar com o Brasil. Foi a melhor oportunidade para mostrar Goiás como um caminho mais rápido para alcançar resultados. E deu certo: um grupo de técnicos da Austrade será recebido pelo Governo de Goiás junto com Fieg, Faeg e Fórum Empresarial. Vão iniciar um projeto de aproximação comercial que pode transformar a Austrália em porta de entrada para os produtos goianos na Ásia, como incentivar as relações da Austrália com as Américas e África através do Brasil.

Seminário e palestra na terça-feira

Marconi e comitiva permanecem na Austrália na terça feira, dia 16, quando será realizado um seminário sobre Goiás para empresários e investidores australianos. Mais de 70 empresas confirmaram presença e interesse sobre Goiás. Segundo o embaixador Carlos de Abreu, cônsul geral do Brasil em Sydney, será a primeira ação de um Estado brasileiro em busca de relações bilaterais com a Austrália. “Goiás está chegando primeiro”, disse o embaixador.

Na palestra do governador Marconi Perillo aos australianos serão apresentadas muito mais do que oportunidades de Goiás. O governador pretende convencer os australianos que sua busca por novos mercados fora da Ásia deve começar por Goiás, onde o Brasil dá mais resultados do que em outras partes”, nas palavras do embaixador. Foi proposto o envio de um grupo preparativo para um grande seminário com o setor produtivo do Centro-Oeste, para mostrar às empresas brasileiras as áreas de interesse dos australianos.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212