Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


19 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Aliados de Washington na Otan devem aumentar gasto militar em 4,3% em 2017 - Jornal Brasil em Folhas
Aliados de Washington na Otan devem aumentar gasto militar em 4,3% em 2017


Os aliados dos Estados Unidos na Otan elevarão em 4,3% o gasto militar em 2017, antecipou nesta quarta-feira o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg, um mês depois das críticas do presidente americano, Donald Trump.

E este ano, em 2017, prevemos um aumento real inclusive maior, de 4,3%, ou seja, o terceiro ano consecutivo de aumento do investimento militar nos países da Aliança, afirmou Stoltenberg no quartel-general da Otan em Bruxelas, na véspera de uma reunião dos ministros da Defesa.

O aumento do gasto militar de seus aliados é uma das reclamações tradicionais de Washington na Otan. Em 2014, o então presidente Barack Obama conseguiu que os membros da Aliança se comprometessem a aproximar o gasto militar nacional a 2% do PIB no prazo de uma década.

Ao lado dos Estados Unidos, apenas Grécia, Estônia, Reino Unido e Polônia cumprem a meta. Outros países desejam que outros critérios sejam levados em consideração na análise.

Em uma reunião de cúpula em Bruxelas no fim de maio, Donald Trump insistiu na pressão e afirmou que 23 das (então) 28 nações membros ainda não pagam o que deveriam e acusou alguns aliados de dever enormes quantias de dinheiro.

Celebramos o fato de que o presidente Trump se concentre nos gastos em defesa e em uma melhor distribuição da carga, já que devemos colocar em prática aquilo que acordamos, destacou Stoltenberg, para quem os aliados devem gastar mais não apenas para atender os Estados Unidos, mas também por seu próprio interesse.

O aumento anunciado para 2017 pelos aliados de Washington representaria quase 12 bilhões de dólares, o que elevaria o aumento do gasto militar na Europa e Canadá em 46 bilhões de euros em três anos, segundo o secretário-geral da Otan.

Os ministros da Defesa devem abordar a questão em uma reunião na quinta-feira, após a incorporação no início do mês de Montenegro como membro da Otan.

 

Últimas Notícias

Brasil perdeu 7,2 milhões de linhas de celular no ano passado
Petrobras reduz em 3% GLP empresarial nas refinarias
Ministro do STJ nega pedido de prisão domiciliar a João de Deus
Escassez de chuvas leva governo a acionar termelétricas mais caras
Picciani, Paulo Melo e Albertassi serão julgados por Bretas
Suspensa permissão para deputada receber denúncias contra professores
MPT não descarta pedir bloqueio dos bens do Flamengo
Número de mortos identificados em Brumadinho chega a 151

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212