Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Citi corta preço-alvo de sua companhia aérea favorita, mas mantém recomendação de compra - Jornal Brasil em Folhas
Citi corta preço-alvo de sua companhia aérea favorita, mas mantém recomendação de compra


SÃO PAULO – A equipe de análise da Citi Corretora reduziu o preço-alvo para as ações da Azul (AZUL4) de R$ 37 para R$ 36 em 12 meses, incorporando as previsões reais mais fracas para a economia brasileira, enquanto o tráfego forte das companhias aéreas deve compensar os resultados. O valor é 55% superior ao fechamento de quarta-feira (27) e a recomendação para o ativo foi mantida em compra.

“A Azul continua sendo nossa segunda operadora preferida da América Latina Companhia após a Copa Airlines. Na atual volatilidade do mercado, o Citi prefere companhias baseadas na América Latina, com melhor qualidade de ganhos e melhores curvas de demanda”, explicam os analistas.

Segundo a corretora, a Azul apresentou “consistentemente maior crescimento do tráfego, cargas mais fortes e rendimentos impressionantes de passageiros ajustados por assento em relação a Gol”.

Apesar dos riscos políticos, volatilidade do câmbio, flutuações do preço do petróleo e incertezas sobre o impacto de recuperação do consumo tanto dos serviços da Gol, quanto da Azul, o perfil competitivo mais atraente e um balanço mais forte devem apoiar um case de investimento positivo, avalia a corretora.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212