Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


22 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Prefeitura e órgãos de segurança estudam meios para reduzir a criminalidade em Aparecida - Jornal Brasil em Folhas
Prefeitura e órgãos de segurança estudam meios para reduzir a criminalidade em Aparecida


O prefeito Maguito Vilela se reuniu na tarde desta quarta-feira, 17, com representantes da segurança pública para estudar formas de reduzir a criminalidade em Aparecida de Goiânia. Uma das ações imediatas a serem tomadas é o cumprimento do código de posturas do município que determina o horário de funcionamento dos bares, distribuidoras de bebidas e demais estabelecimentos comerciais que revendem bebidas alcoólicas.

“Muitas vezes a pessoa sai de casa para se divertir e acaba extrapolando e comete crimes contra a vida de outros. Por isso temos que trabalhar em conjunto com os órgãos de Segurança Pública para a prevenção do crime, elegendo ações prioritárias para que o criminoso se sinta coagido, pois a situação hoje é grave e temos que agir com rigor para conter o avanço da criminalidade no município”, pontuou o prefeito Maguito Vilela.

Hoje, no caso das distribuidoras de bebidas que em alguns casos têm se tornado pontos de tráfico de drogas, o código de posturas da cidade determina que o estabelecimento funcione até as 18 horas com possibilidade de liberação de licenças até meia-noite. A orientação então das autoridades é de fiscalizar principalmente aquelas que não possuem licença para funcionamento depois da meia noite e que não possuem nenhum alvará ou licença para estar com as portas abertas.

Para o promotor da 5ª Promotoria da Vara Criminal de Aparecida de Goiânia, Milton Marcolino, que foi quem provocou a reunião com a prefeitura e demais órgãos da segurança pública, para reduzir os números da criminalidade, a ação tem que ser mais enérgica com a criação de um Projeto de Lei para proibir o funcionamento de bares, restaurantes, distribuidoras de bebidas e demais locais após a meia-noite. “Os números da redução de criminalidade em cidades que tomaram essa decisão é bem alto, por isso é preciso haver essa união entre os órgãos públicos”.

O comandante do 2º Comando Regional de Polícia Militar de Aparecida de Goiânia, coronel Mauro Sales ressaltou durante a reunião que apenas o cumprimento do código de posturas já auxilia na prevenção dos crimes. “Hoje nós temos mapeados os pontos e o perfil dos registros de crimes em Aparecida e o tráfico de drogas é a maior causa de homicídios na cidade. E além dos estabelecimentos de revenda de bebidas, as feiras são pontos críticos para as ações da Polícia”, sublinhou o coronel.

Efetivo – Além do rigor na fiscalização das licenças e alvarás de funcionamento dos estabelecimentos de comercialização de bebidas, o prefeito Maguito Vilela disse que irá agendar uma reunião com o governador do Estado para solicitar um efetivo policial maior para Aparecida. “O município hoje tem uma população superior a de Anápolis e o efetivo policial é menor, o que deixa os moradores suscetíveis à ação de bandidos. E esperamos ser atendidos pelo governador”, ressaltou Maguito Vilela.

 

Últimas Notícias

Michelle Bolsonaro e Marcela Temer visitam o Palácio da Alvorada
STF adia decisão definitiva sobre decreto de indulto natalino
Empresário repassou mansão a Adriana Ancelmo, diz delator
Audiência debate mudanças no currículo dos cursos de engenharia
Presidente eleito se reúne com Mozart Ramos, do Instituto Ayrton Senna
MP quer multar prefeitura de SP por falta de manutenção de viadutos
Criação de emprego formal desacelera 24,6% em outubro, revela Caged
Fábio Ramalho considera normal sua candidatura à presidência da Câmara

MAIS NOTICIAS

 

Grafiteira faz mural de 500 m2 no Rio para homenagear mulheres negras
 
 
Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio
 
 
Estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia do Enem
 
 
PF prende suspeitos de ligações com facções criminosas em sete estados
 
 
Bolsonaro confirma Mandetta para a Saúde
 
 
México habilita 26 empresas brasileiras para compra de carne de frango

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212