Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


17 de Jan de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 EI executa adolescentes por ouvirem música pop e faltarem orações - Jornal Brasil em Folhas
EI executa adolescentes por ouvirem música pop e faltarem orações


Em novos casos de atrocidades que têm como vítimas adolescentes, o Estado Islâmico decapitou um jovem por ouvir música pop e matou a tiros outros dois que faltaram as orações de sexta-feira, informou a mídia curda. Os casos ocorreram em Mossul, reduto do grupo no Iraque, e fazem parte de uma política de repressão a liberdades individuais. Mas também podem ser vistos como uma tentativa desesperada de propaganda, em um momento em que os jihadistas estão perdendo terreno no país com avanços das forças inimigas.

Segundo a agência curda de notícias “Ara News”, o adolescente Ayham Hussein, de 15 anos, foi preso por jihadistas depois de ser encontrado ouvindo música ocidental na mercearia de seu pai. Em seguida, ele foi levado a um tribunal islâmico e condenado à morte. O jovem foi decapitado em praça pública e o corpo dele foi depois enviado à família. A história não foi confirmada de forma independente, mas a mídia curda indica que o caso levou a uma rara demostração de revolta.

Os jihadistas consideram a música como instrumento de corrupção e proíbem que elas sejam tocadas em lojas, escolas e espaços públicos.

Outros dois jovens também foram presos na última sexta-feira por não terem comparecido às orações na mesquita de Mossul, informou a mesma agência. O ativista local Abdulah al-Malla contou que eles foram baleados do lado de fora do templo dois dias depois da detenção.

“A execução ocorreu depois de ser lido no tribunal uma declaração determinando que qualquer pessoa que falte as orações na mesquita enfrentem a mesma punição”, disse o ativista.

No final de janeiro, um garoto de 14 anos foi brutalmente executado na Síria por acusações semelhantes e seus pais foram forçados a assistir à decapitação do próprio filho.

 

Últimas Notícias

John Forman recusa cargo no Conselho de Administração da Petrobras
Em visita oficial, Macri é recebido no Planalto por Bolsonaro
Mercado financeiro prevê inflação em 4,02% neste ano
Consultas de CPFs para vendas a prazo no comércio crescem 2,8%
Produção de bicicletas aumenta 15,9% no Brasil
Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
Ex-comandante da Marinha é indicado para o conselho da Petrobras
Inflação para idosos fecha 2018 em 4,75%, informa FGV

MAIS NOTICIAS

 

ANP aprova credenciamento de empresa certificadora
 
 
Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC
 
 
Marcos Pontes: fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país
 
 
Número de linhas de celular tem maior queda do ano em novembro
 
 
ANP: Petrobras pede prazo maior para definir quais campos vai explorar
 
 
Ex-presidente do Banco Central defende política econômica do governo

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212