Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


15 de Nov de 2018 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Argentina quer pagar dívidas para voltar ao mercado internacional - Jornal Brasil em Folhas
Argentina quer pagar dívidas para voltar ao mercado internacional


A Argentina quer pagar à vista pelo menos 75% da dívida com os credores externos para poder voltar ao mercado internacional, disse hoje (18) o ministro de Finanças do país vizinho, Alfonso Prat-Gay. Ele está no Brasil para uma rodada de conversa com autoridades brasileiras, na primeira visita desde que o governo de Mauricio Macri assumiu o poder.

Ontem (17), a Argentina anunciou que pretende pagar cerca de US$ 1,1 bilhão a dois credores externos que aceitaram a proposta do país. No início do mês, o país tinha proposto o pagamento de US$ 6,5 bilhões dos US$ 9 bilhões que deve a credores afetados pelo calote da dívida pública em 2002. Para levantar os recursos, o país terá de emitir títulos de longo prazo no mercado internacional, mas o lançamento dos papéis depende de autorização da Justiça norte-americana.

Segundo Prat-Gay, o ministro está negociando todos os dias com os credores e os mediadores nomeados pela Justiça para levantar as proibições e emitir os títulos. Ele, no entanto, ressaltou que precisa do apoio do Congresso argentino para levar a medida adiante, alegando que o capital internacional é essencial para o país investir em infraestrutura e voltar a crescer.

“Tenho confiança de que a Argentina quer deixar para trás esse tema. Já faz 15 anos que estamos à margem do mundo. Crédito para infraestrutura e desenvolvimento da nação é o que precisamos para crescer, gerar emprego e buscar o que o presidente Macri disse todo o tempo em nossa campanha, de buscarmos cada vez mais uma Argentina com pobreza zero”, declarou.

O ministro deu as declarações após se reunir com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Prat-Gay diz ter discutido a retomada das relações bilaterais entre Brasil e Argentina e encontrar pontos em comum para a reunião do G20, grupo das 20 maiores economias do mundo. O encontro ocorrerá em Xangai, na China, no fim do mês.

Em relação às discussões em torno da renovação do acordo automotivo entre os dois países, o ministro de Finanças argentino não quis fazer comentários. Hoje, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, participou de reunião em Buenos Aires para propor um acordo de livre comércio de automóveis e autopeças nos moldes do acordo firmado com o Uruguai.

Depois de se reunir com Barbosa, Prat-Gay seguiu para uma reunião com o ministro de Relações Exteriores, Mauro Vieira.

 

Últimas Notícias

Polícia faz operação contra milícia no Rio de Janeiro
Famílias desalojadas em Niterói receberão novas moradias
MP denuncia cinco por venda irregular de lotes públicos no Tocantins
Sindicalistas defendem manutenção do sistema público de Previdência
Candidatas tiveram menos recursos de campanha, diz ONG
Facebook sai do ar por cerca de 30 minutos; rede social já voltou
Tereza Cristina tem encontro com Bolsonaro e almoço com deputados
Onyx se reúne no CCBB, em Brasília, para discutir transição de governo

MAIS NOTICIAS

 

No Congresso, Temer defende reuniões frequentes entre Poderes
 
 
Bolsonaro reafirma, no Congresso, compromisso com a Constituição
 
 
Bolsonaro critica Enem e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis
 
 
Governo de transição dividiu trabalhos por temas em dez frentes
 
 
Para ministro, é “mais simples” unir MEC com Ciência e Tecnologia
 
 
Bolsonaro e Temer iniciam hoje formalmente governo de transição

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2019 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212