Pressreader / UOL Banca / Nuvem



Siga, Curta e Compartilhe
#brasilemfolhas - #jonaldodia - #jornaldigital
#jornalbrasil - #newspaperbrazil - #jornalhoje


16 de Fev de 2019 - Jornal em tempo real - Expediente - Publicidade

 

 
Notícias
 Humanos têm aversão à desigualdade social apenas até certo ponto (estudo) - Jornal Brasil em Folhas
Humanos têm aversão à desigualdade social apenas até certo ponto (estudo)


Os humanos mostram uma verdadeira aversão à desigualdade de renda, mas essa compaixão é ofuscada por um desejo de não subverter a hierarquia social, disseram pesquisadores na segunda-feira.

Isso pode explicar por que os desequilíbrios sociais persistem apesar das melhores intenções da humanidade para ajudar os pobres, escreveram os pesquisadores na revista Nature Human Behaviour.

Em experimentos de laboratório, a equipe de pesquisa pediu aos participantes que redistribuíssem pequenas quantias de dinheiro que haviam sido divididas de forma desigual entre pessoas que não conheciam.

Os participantes tendem a suavizar as piores disparidades ao redividir o dinheiro, mas não o suficiente para inverter a situação social dos envolvidos.

Os participantes hesitaram quando os vencedores se tornaram perdedores e os perdedores se tornam vencedores, concluíram os autores.

Muitos estudos anteriores descobriram que os humanos, em geral, se sentem profundamente desconfortáveis ​​com a desigualdade social.

O novo estudo, de pesquisadores chineses e americanos, foi uma tentativa de entender por que as disparidades sociais permanecem apesar dessa propensão aparentemente compassiva.

A equipe testou mais de 1.000 pessoas - crianças e adultos - de diferentes origens culturais. Os participantes eram da Índia, China, Estados Unidos, e incluíam um grupo de pastores tibetanos que viviam isolados da sociedade moderna.

Cada participante do estudo foi convidado a olhar para uma série de telas, cada uma mostrando os retratos de duas pessoas, com diferentes pilhas de moedas atribuídas a cada uma.

Os voluntários foram então perguntados se eles queriam transferir uma quantia predeterminada de dinheiro da pessoa com a maior pilha de moedas para a outra.

Os participantes eram muito menos propensos a concordar com uma transferência se esta transformasse a pessoa mais pobre na mais rica.

No grupo de pastores tibetanos, a aversão à inversão hierárquica foi excepcionalmente alta, afirmou o estudo.

Nas crianças que fizeram os testes, a aversão à desigualdade foi claramente mensurável a partir dos quatro anos de idade.

No entanto, a aversão à inversão de hierarquia surgiu apenas dois anos depois, descobriram os pesquisadores, sugerindo que essa norma seja aprendida mais tarde durante o desenvolvimento.

Quanto ao porquê de os humanos se comportarem dessa forma, os pesquisadores especularam que pode ser uma questão de sobrevivência.

Muitos animais têm ordens sociais estáveis para reduzir a violência dentro dos grupos, escreveram.

Os autores disseram que a hierarquia cumpre uma necessidade psicológica de estrutura nos indivíduos e, em um contexto de grupo, aumenta a cooperação.

 

Últimas Notícias

Governadores pedem ao STF julgamento de processos sobre repasses
Ministro quer atrair investimentos privados para Jardim Botânico do RJ
Fies vai oferecer 100 mil vagas a juro zero para alunos de baixa renda
TJ libera R$ 13 milhões para Vale ressarcir gastos do governo mineiro
Vale pede mais tempo para analisar Termo de Ajuste Preliminar
Deputados do Rio presos podem ter posses suspensas
Vale suspende operação em barragem em Brucutu e de mina em Brumadinho
TRE-RJ mantém ex-deputado Paulo Melo inelegível até 2024

MAIS NOTICIAS

 

Sul do Chile enfrenta 45 focos de incêndios florestais
 
 
Governo de Minas oferece suporte psicossocial às vítimas de Brumadinho
 
 
Força Nacional de Segurança começa a deixar o Ceará
 
 
Licitação de ônibus em São Paulo tem contratos de R$ 71 bi em 20 anos
 
 
Força Nacional vai atuar em Belém na primeira quinzena de março
 
 
Fiocruz alerta para agravamento de doenças na população após tragédia

 

 
 
 
 


ÚLTIMAS EDIÇÕES DO JORNAL BRASIL EM FOLHAS

 
 




© 2008 - 2017 - BRASIL EM FOLHAS S/A - CENTRAL DE ATENDIMENTO +55 (62) 3040-8212